Unicamp anuncia suspensão das atividades por conta do coronavírus; é a 1ª universidade pública do Brasil a tomar medida, diz MEC

12 de março de 2020

Por G1 Campinas e Região

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) anunciou, nesta quinta-feira (12), a suspensão de todas as atividades por conta da pandemia do novo coronavírus. Segundo nota da reitoria, a medida vale de 13 a 29 de março e inclui os campi de Campinas (SP), Piracicaba (SP) e Limeira (SP). Somente serviços essenciais e de saúde serão mantidos.

Ao G1, o Ministério da Educação (MEC) informou que não tem notícia de nenhuma outra universidade, pública ou privada, com atividades suspensas por conta do Covid-19. Nesta quarta (11), inclusive, publicou no seu portal uma orientação a respeito:

“O Ministério da Educação (MEC) informa que tem orientado às instituições de ensino o reforço nas ações preventivas contra o coronavírus, seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde. Neste momento, não há recomendação para suspensão de aulas.”

Unicamp suspende as atividades por conta do coronavírus. — Foto: Antoninho Perri/Ascom/UnicampUnicamp suspende as atividades por conta do coronavírus. — Foto: Antoninho Perri/Ascom/Unicamp

Unicamp suspende as atividades por conta do coronavírus. — Foto: Antoninho Perri/Ascom/Unicamp

Só no campus de Campinas, 50 mil pessoas circulam pela universidade todos os dias. As aulas do ano letivo começaram na semana passada. A Unicamp afirma que não há casos suspeitos de coronavírus na instituição.

Plano de contingência no Hospital de Clínicas

O Hospital de Clínicas (HC) da Unicamp, referência em atendimentos de alta complexidade no Brasil, informou que está implementando a etapa do plano de contingência previsto pelo Ministério da Saúde que prevê as seguintes medidas:

  • Suspensão de atendimentos ambulatoriais
  • Suspensão de cirurgias eletivas
  • Objetivo: poupar recursos (sangue, insumos, leitos, ventiladores mecânicos, etc) necessários para prestar assistência aos pacientes com Covid-19

Ainda não há uma data, segundo o HC, para que as medidas acima comecem a ser efetivamente adotadas.

Fachada do Hospital de Clínicas da Unicamp, em Campinas (SP) — Foto: Reprodução/EPTVFachada do Hospital de Clínicas da Unicamp, em Campinas (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

Fachada do Hospital de Clínicas da Unicamp, em Campinas (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

Atividades afetadas na Unicamp

Segundo o reitor Marcelo Knobel, todas as atividades que tenham aglomeração de pessoas e atividades presenciais estão suspensas a partir desta sexta-feira. Já toda a parte de saúde, incluindo os hospitais, permanecerá funcionando.

A universidade também informou que dará suporte para todos os funcionários que permanecerem, e está avaliando o que será mantido para não ter prejuízo às pesquisas.

“A gente avaliou que o momento é crítico e a que é necessário tomar essa medida. Não temos nenhum caso de coronavírus, não apareceu nenhum caso na Unicamp, nem suspeito. É uma medida de contenção, uma medida preventiva”, ressalta Knobel.

Em relação às aulas, as salas chegam a concentrar entre 100 e 150 estudantes, segundo o professor e porta-voz da universidade Peter Schulz. A universidade realizou uma reunião de crise nesta manhã com diretores de todos os institutos. Alguns dos pontos já definidos foram:

  • Cancelamento do congresso
  • Defesas de mestrado e doutorado devem ocorrer por teleconferência
  • Segurança continua funcionando
  • Plantão no setor de comunicação

Estudantes durante 1ª fase do vestibular 2020 da Unicamp; aulas foram suspensas. — Foto: Antonio Scarpinetti / UnicampEstudantes durante 1ª fase do vestibular 2020 da Unicamp; aulas foram suspensas. — Foto: Antonio Scarpinetti / Unicamp

Estudantes durante 1ª fase do vestibular 2020 da Unicamp; aulas foram suspensas. — Foto: Antonio Scarpinetti / Unicamp

Uma nota divulgada pela Unicamp explica que a definição de como será o plano para cada atividade será feita por meio do comitê de crise criado pela reitoria.

“Cada órgão da Administração Central deverá definir e submeter seu plano de contingência ao comitê de crise ainda nesta quinta-feira (12). A Área da Saúde divulgará comunicado específico sobre quais atividades serão suspensas e quais serão mantidas no período”, diz a nota.

Estão suspensas também todas as viagens de docentes e funcionários da universidade, assim como o recebimento de visitantes.

Prevenção em Campinas

Nesta quarta (11), a Prefeitura de Campinas divulgou a criação de Comitê de Enfrentamento ao novo coronavírus “para o caso de ser necessário adotar uma medida mais urgente”. A cidade não tem nenhum caso confirmado da doença.

O grupo é intersetorial, abrangendo as secretarias municipais. Em relação à Educação, a pasta informou que as aulas nas escolas permanecem normais.

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd
Bitnami