Surto de cinomose: Cordeirópolis registra 40 casos da doença e 20 mortes de cães; Bem-Estar Animal orienta sobre vacinação

15 de agosto de 2022
cao resgatado com cinomose
Imagem: Cão resgatado com cinomose, em Cordeirópolis, não resistiu — Foto: Divulgação/ Prefeitura de Cordeirópolis

Caso mais recente foi registrado no Jardim Eldorado e divulgado no dia 11 de agosto pela prefeitura; animais infectados foram encontrados abandonados nas ruas, diz administração

Por Claudia Assencio, g1 Piracicaba e Região

Cordeirópolis (SP) registrou 40 casos de cinomose, doença infectocontagiosa que atinge cães, entre janeiro e agosto deste ano, de acordo com levantamento da prefeitura divulgado no último dia 11 de agosto. Cerca de 20 animais morreram em decorrência do vírus CDV. A Coordenadoria de Bem-Estar Animal aponta surto da infecção na cidade e orienta a população sobre como tratar e evitar a infecção canina.

Em 2021, nenhuma caso da doença foi registrado na cidade. Segundo o departamento, as chances de cura do animal infectado são mínimas em qualquer idade. A proporção é de apenas 25% e, por isso, é importante que os donos vacinem os bichos.

Nos últimos dois meses, os casos aumentaram em bairros localizados na periferia da cidade. O caso mais recente de cinomose em Cordeirópolis e foi registrado na primeira semana de agosto no Jardim Eldorado.

A Coordenadora de Bem-Estar Animal de Cordeirópolis, Amanda Lucke, relatou ao g1 que os primeiros registros foram notificados em março deste ano.

“Em março, iniciou com uma cachorra abandonada recolhida e adotada. Após alguns dias, ela ficou doente e foi diagnosticada com cinomose, vindo a óbito após 40 dias tratando. Depois disso, dois filhotes abandonados foram encontrados numa estrada rural com cinomose em estágio avançado da doença, sem reversão”, detalhou.

A responsável pela pasta afirmou que, dentre os cães positivados com doença atendidos pelas clínicas, era animais que tinham hábitos de sair nas ruas todos os dias; nenhum estava vacinado e nem nunca tinham tomado vacina.

Bairros

Os bairros com mais ocorrências de cinomose em cães na cidade são o Jardim Eldorado e Jardim Aurora, com mais de 20 casos confirmados e mais de 10 óbitos.

Houve, ainda, casos isolados no Jardim do Bosque, Assentamento XX de Novembro e Santa Rita, Jardim Cordeiro, com 6 casos. No Jardim São Luiz, um óbito confirmado.

A Coordenadoria de Bem-Estar Animal ressaltou que, em alguns casos, os animais nem chegaram a ser atendidos e, em outros, os cães foram encontrados abandonados doentes na rua.

Vacina é prevenção

A coordenadora Amanda Lucke explica que durante a época de poucas chuvas e calor intenso, é recorrente a fácil proliferação de vírus e bactérias que aumentam o número de casos de cinomose.

“O ciclo de incidência é o verão que está se aproximando. Por isso que orientamos que os animais sejam vacinados antes do fim do inverno para prevenir”, reforça.

“O animal deve ser vacinado quando ainda filhote e todo ano a dose da vacina deve ser repetida. Se a pessoa tem um bicho que apresente sintomas de cinomose canina, ela deve encaminhá-lo para o médico veterinário. Caso o diagnóstico seja positivo, o profissional fará um tratamento paliativo para aliviar as reações”, orienta a coordenadora.

Doença e sintomas

Causada por vírus, a cinomose é uma doença que afeta cães domésticos e selvagens e pode levar o animal a morte. A transmissão ocorre de maneira direta – pelo contato do cachorro com as secreções de um bicho já contaminado – e indireta, por meio do ar que transporta o vírus ou pelo contato com algum local/objeto infectado.

Sintomas

Os principais sintomas da doença são:

  • febre com vômito e diarreia
  • tosse e dificuldade de respirar
  • conjuntivite
  • convulsões e espasmos musculares – vírus atinge sistema nervoso central do animal

Fonte:https://g1.globo.com/sp/piracicaba-regiao/noticia/2022/08/15/surto-de-cinomose-cordeiropolis-registra-40-casos-da-doenca-e-20-mortes-de-caes-bem-estar-animal-orienta-sobre-vacinacao.ghtml

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.

©2022 Vetsapiens. Todos os direitos reservados.
Proibida reprodução total ou parcial deste website sem autorização prévia.

OneWeb