Reunião entre o Instituto Pasteur e Médicos Veterinário: “Atualização do Programa de Vigilância e Controle da Raiva do estado de São Paulo e a importância da participação dos médicos-veterinários clínicos de cães e gatos na prevenção da raiva”.

7 de janeiro de 2022

No dia 10/01/2022, segunda-feira, a partir das 14h será realizada reunião, entre o Instituto Pasteur e médicos-veterinários clínicos, em ambiente virtual (Zoom) cujo tema será “Atualização do Programa de Vigilância e Controle da Raiva do estado de São Paulo e a importância da participação dos médicos-veterinários clínicos de cães e gatos na prevenção da raiva”.

A inscrição é gratuita e as VAGAS SÃO LIMITADAS. Para receber o link de acesso, basta preencher o formulário eletrônico em https://forms.office.com/r/5Hs6UnL2PT .

“A raiva é uma doença que não tem cura, mas existem formas de prevenir, por meio do controle da doença nos animais e da profilaxia no ser humano.
O vírus da raiva apresenta variantes antigênicas isoladas de algumas espécies animais, sendo as mais frequentes as caninas e as de morcegos.
Devido ao grande empenho dos municípios e estado ao longo de décadas, a variante canina não circula mais no estado de São Paulo há quase 25 anos.
Considerando a situação epidemiológica do estado de São Paulo, a Secretaria de Estado da Saúde e o Conselho de Secretários Municipais de Saúde de São Paulo, com o objetivo de atualizar o Programa de Vigilância e Controle da Raiva e adequá-lo à atual realidade epidemiológica, decidiram suspender as campanhas de vacinação antirrábica de cães e gatos a partir de 2022, porém esses animais podem ser vacinados em serviços de saúde municipais ou estabelecimentos médico-veterinários privados.

Nesse sentido, a participação dos médicos-veterinários clínicos de cães e gatos na prevenção da raiva é indispensável.”

Instituto Pasteur

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd