O que será dos pets quando a quarentena acabar?

26 de abril de 2020

Por Luiza Cervenka de Assis

Com o isolamento social, decorrente da pandemia do novo coronavírus, humanos e animais de estação estão, juntos, em casa. Mas e quando a quarentena acabar, como ficarão os pets ?

Diversos profissionais do comportamento animal temem pelo aumento de casos de Síndrome de Ansiedade por Separação (SAS) em cães e gatos após o término da quarentena. Caso os tutores não façam a alteração de rotinas aos poucos, para preparar os peludos, pode haver uma grande chance dos animais desenvolverem SAS.

A SAS tem algumas características e sintomas:

  • latir, uivar e/ou chorar
  • xixi e/ou cocô em local inapropriado
  • destruir, roer e/ou pegar objetos inadequados
  • automutilação, lambedura de patas e/ou arrancar pelos
  • prostração, tristeza profunda e/ou inapetência
  • vomitar e/ou babar

Mas todos esses sintomas somente quando sozinhos.

Há muitas pesquisas para entender o que motiva e como tratar a SAS. Alguns estudos apontam que o ambiente e a rotina inconstantes podem facilitar o desenvolvimento da SAS. Os cães, por serem animais sociais, necessitam ter uma previsibilidade. Seja de passeios, alimento, brincadeiras, atenção, até mesmo reação do tutor ao mesmo estímulo.

O ideal é fazer uma tabela em casa, com o cronograma semanal para o pet. Nela, deve haver passeios, alimentação, brinquedos ou novidades a serem oferecidas, treinamentos, enriquecimento ambiental e tipo de interação. Tudo isso para manter uma constância na vida do pequeno.

Animais adotados recentemente têm ainda maior facilidade, neste momento, a desenvolverem SAS. Isso porque eles ainda estão em adaptação na casa nova, sendo ainda mais necessária a constância na rotina. Começar com o tutor sempre em casa e depois, bruscamente, passa a ficar sozinho muitas horas por dia pode dificultar a compreensão de um ambiente estável e seguro.

Não precisa entrar em mais desespero. Já basta as incertezas por conta da pandemia. Ao seguir os passos acima e manter um ambiente constante, a chance do seu pet ter a SAS ou qualquer angústia pelo isolamento do tutor é muito menor. Mas comece já!

O bem-estar dos nossos animais de estimação também é de nossa responsabilidade!

Para saber mais, acesse: https://emais.estadao.com.br/blogs/comportamento-animal/o-que-sera-dos-pets-quando-a-quarentena-acabar/

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd
Bitnami