Guia para avaliação de produtos veterinários é lançado pelo CRMV-SP

22 de abril de 2021
noticia-guia para avaliação

Material on-line está disponível aos profissionais

Por: AGROLINK COM INF. DE ASSESSORIA

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) lança o Guia de Boas Práticas Clínicas para Avaliação de Produtos Veterinários. Trata-se de um material inédito no Brasil, que visa contribuir para com a eficiência na realização de estudos clínicos.

“Embora tenhamos muitas normas em nossa legislação, até então, não contávamos com conteúdos deste tipo no País, apenas com os guias internacionais”, ressalta a médica-veterinária Greyce Balthazar Lousana, presidente da Comissão Técnica de Pesquisa Clínica Veterinária do Regional (CTPCV/CRMV-SP).

Com 29 páginas, o conteúdo, lançado durante o XXII Encontro Nacional de Profissionais em Pesquisa Clínica, como parte da Semana Municipal de Divulgação da Pesquisa Clínica, traz orientações estratégicas, elaboradas pelos integrantes da Comissão após muitas reuniões de alinhamento sobre o assunto, estudos e participação em eventos da área.

Para o presidente do CRMV-SP, o médico-veterinário Mário Eduardo Pulga, materiais como o novo guia vão na direção de um dos principais focos de empenho do Conselho: a orientação dos colegas para a excelência dos serviços na Medicina Veterinária. “Com o guia, nosso objetivo é agregar à classe, em especial aos que exercem a responsabilidade técnica em Pesquisa Clínica Veterinária.”

O médico-veterinário Marcos Vinícius de S. Leandro Júnior, coordenador de Registro e Fiscalização de Produtos de Uso Veterinário do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), elogiou a criação do material e enfatizou a contribuição do conteúdo. “Com certeza vai ajudar muito nos diálogos do Mapa, que tem trabalhado com foco na Saúde Única”, afirmou.

Protocolos detalhados

O documento elenca diretrizes não apenas para o cumprimento de regras municipais, estaduais e federais. Os protocolos sugeridos focam o bem-estar animal, a conduta das equipes envolvidas, os cuidados com os ambientes, bem como o controle de resíduos e a sustentabilidade.

Segundo Greyce, isto se dá a partir de condutas para a rastreabilidade, integração e correlação de dados nos processos. “As diretrizes propostas têm como base a garantia de mais segurança e precisão nos projetos, cujos impactos são determinantes para a sanidade dos produtos de origem animal.”

Contextualização da Pesquisa Clínica

De acordo com a presidente da CTPCV/CRMV-SP, outro papel que o guia cumpre é o de contextualização quanto à área de atuação da Pesquisa Clínica Veterinária. Isso porque, muitas vezes, os profissionais que estão em outras pontas da cadeia que resulta nos produtos de origem animal também têm dúvidas.

Neste sentido, este segmento da Medicina Veterinária tem participação fundamental, também, para a promoção da Saúde Única e, ainda, para o sucesso econômico do País e sua reputação internacional enquanto mantenedor de uma das maiores produções de alimentos de origem animal do mundo.

Acesse o guia aqui.

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd