Ensino a distância não atende necessidades da graduação veterinária, diz presidente do CFMV

14 de julho de 2021
noticia universidade

Profissionais da área criticam a modalidade de ensino a distância para o curso de medicina veterinária

Um projeto de lei que permite que 10% do conteúdo do curso de graduação de medicina veterinária seja oferecido na modalidade de ensino a distância, vem sendo alvo de críticas por profissionais da área. Em entrevista exclusiva ao Canal Rural, o presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária, Francisco Cavalcanti de Almeida, afirmou que o ensino a distância não atende as necessidades exigidas pelo curso de medicina veterinária.

“A medicina veterinária é uma profissão extremamente técnica, sendo que é muito difícil através de imagens orientar e preparar o médico veterinário. Existe uma necessidade em aprender a manipular o animal através do contato físico, pois cada animal tem sua estrutura morfológica e anatômica. A interação através de imagens não proporciona o contato homem e animal”, diz o presidente do conselho.

https://www.canalrural.com.br/?video_slug=sonora-veterinaria_20210713104900

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd