Em Juiz de Fora, espaços comerciais aderem ao ‘pet friendly’ e se tornam opção de passeios para animais

11 de fevereiro de 2020

Por Amanda Andrade, G1 Zona da Mata

 

Em dias de muito calor ou de chuvas, pode ficar complicado passear com os bichinhos em locais abertos.

Para integrar os pets a ambientes públicos, com diversas pessoas circulando e facilitar o passeio com os tutores, algumas lojas e shoppings de Juiz de Fora permitiram a presença de animais de estimação – é o chamado ambiente pet friendly.

O passeio com animais de estimação, na maioria cães, é permitido em três dos principais shoppings de Juiz de Fora, de acordo com levantamento do G1: Independência Shopping, Shopping Jardim Norte e Santa Cruz Shopping possuem estruturas como bebedouros, álcool em gel, papel, “cata caca”, lixeira e outros acessórios que facilitam o passeio com os pets.

A presença dos cães nestes locais pode ser para além do passeio nos corredores e áreas comuns e de lazer do shopping. É o caso da empresária Larissa Garcia, de 27 anos, que leva as duas cadelas Maya e Nina para trabalharem com ela toda sexta-feira.

Maya, cachorra de Larissa, trabalha com ela na loja — Foto: Larissa Garcia/Arquivo pessoalMaya, cachorra de Larissa, trabalha com ela na loja — Foto: Larissa Garcia/Arquivo pessoal

Maya, cachorra de Larissa, trabalha com ela na loja — Foto: Larissa Garcia/Arquivo pessoal

Larissa possui uma loja de decoração no Santa Cruz Shopping, que se tornou pet friendly em 2018. Ela contou que mesmo antes do shopping permitir a presença de animais, ela levava as duas cachorras dentro de um carrinho, próprio para esse tipo de transporte.

“Saio com as duas toda a semana e na sexta, levo para a loja para trabalharem comigo. No fim de semana, levo para passearem no Independência Shopping. Não tenho dificuldade nenhuma de sair com elas. Maya e Nina sentem essa necessidade. Caso contrário, ficam muito estressadas”, revelou a comerciante.

Apesar da prática estar cada vez mais comum, a jovem contou que ainda há pessoas que têm preconceito com a circulação de animais nestes espaços. “Já aconteceu de pessoas falarem que não é local para cachorro e mesmo alguns clientes têm preconceito quando elas estão na loja. Porém há muita gente que adora, pega no colo e brinca”, explicou Larissa.

Nina também trabalha às sextas feiras na loja de decoração de Larissa — Foto: Larissa Garcia/Arquivo PessoalNina também trabalha às sextas feiras na loja de decoração de Larissa — Foto: Larissa Garcia/Arquivo Pessoal

Nina também trabalha às sextas feiras na loja de decoração de Larissa — Foto: Larissa Garcia/Arquivo Pessoal

Mesmo com estrutura para os cães, os shoppings disponibilizam regulamentos e restrições de circulação: a principal é a presença na praça de alimentação, que é proibida por lei. A exceção são os cães-guias, que têm acesso livre a qualquer área.

A reportagem conversou com os três estabelecimentos e mostra o que cada um oferece na hora do passeio com o bichinho. Veja abaixo:

Independência Shopping

Regras do Pet Stop, no Independência Shopping — Foto: Independência Shopping/ReproduçãoRegras do Pet Stop, no Independência Shopping — Foto: Independência Shopping/Reprodução

Regras do Pet Stop, no Independência Shopping — Foto: Independência Shopping/Reprodução

O Independência Shopping informou que é pet friendly há pouco mais de dois anos, e apesar de não existir uma porcentagem numérica mensurada, acredita que o fluxo de pessoas no local aumentou após esta iniciativa.

O empreendimento também realiza eventos para os animais como Arrasta Pet, uma festa junina para os bichos, trono específico para fotos com Papai Noel na época de Natal e o Bloco de Carnaval e concurso de fantasias – que está previsto para ocorrer em fevereiro.

No local, eles criram os “Pet Stops”, que são pequenos espaços preparados para que vai ao shopping acompanhado do animal. Neles, os tutores encontram bebedouro, álcool em gel, papel, “cata caca”, lixeira e as regras de frequência. Também há opção do visitante pegar um carrinho para passear com os bichos.

A assessoria do Independência informou que os animais podem andar no chão, visitando todos os andares. As restrições são na praça de alimentação, cinema, cafés e sanitários.

Outra regra é direcionada aos cães de determinadas raças, como Pitbull, Mastim Napolitano, Rottweiler, American Starffordshire Terrier, raças derivadas ou semelhantes: estes animais são permitidos, mas precisam passear com itens de segurança, como focinheira e coleira peitoral.

A frequência nas lojas é facultativa, a decisão é de cada lojista, mas a administração informou que a grande maioria não vê problemas em receber a visita dos animais.

Shopping Jardim Norte

Regulamento do Shopping Jardim Norte para passeios com cães — Foto: Shopping Jardim Norte/DivulgaçãoRegulamento do Shopping Jardim Norte para passeios com cães — Foto: Shopping Jardim Norte/Divulgação

Regulamento do Shopping Jardim Norte para passeios com cães — Foto: Shopping Jardim Norte/Divulgação

O Shopping Jardim Norte se tornou pet friendly em novembro de 2019 e informou que, com a abertura de uma loja voltada para produtos de pet shop, o movimento deste público aumentou.

Além das restrições por lei, como acesso a locais de alimentação, o shopping informou que algumas lojas não aceitam a presença dos animais por direcionamento de marca.

O trânsito nas áreas livres, como corredores, estacionamento, entre outros, é liberado para cães e gatos de pequeno e médio porte, apenas usando coleira, no colo do tutor ou dentro de um pet car.

Cães de determinadas raças não podem circular no local. Veja abaixo quais:

  • Pitbull, Rotweiller, Staffordshire Bull Terrier, Fila Brasileiro, American Bully, Roshi, Chow Chow, Mastim Napolitano, Mastiff, Pastor Alemão, Pastor Belga, Pastor Suíço, Dobermann, Dogue Alemão, Dogue Argentino, Cane Corso, cães de raças orientais como Akita Inu e Shiba Inu.

A administração do shopping considera que estes cães de grande porte possam causar “insegurança e ansiedade” para os clientes.

No local, também há estruturas como o “cata caca”, que são saquinhos para que os tutores retirem os dejetos dos animais, caso ocorram.

Santa Cruz Shopping

Espaços Pet Friendly em Juiz de Fora — Foto: Telma Elisa/ G1Espaços Pet Friendly em Juiz de Fora — Foto: Telma Elisa/ G1

Espaços Pet Friendly em Juiz de Fora — Foto: Telma Elisa/ G1

O Santa Cruz Shopping permitiu a circulação de animais em 2018. Entretanto, assim como outros estabelecimentos, possui regras. Confira:

  • Os cães deverão sempre estar com coleira/guia ou em bolsas de transporte ou alocados em pet cars;
  • A circulação é permitida nos corredores, praças de eventos e estacionamento. Está a critério de cada loja permitir, ou não, a entrada dos animais no interior.
  • Em respeito às normas da Vigilância Sanitária, os pets não são permitidos em lojas de tatuagem, Planeta Criança, praças de alimentação, cinema, joalherias, fraldários e sanitários, exceto os cães-guias.
  • Para maior segurança do pet e para evitar acidentes, como lesões nas patas ou quebras das unhas, na escada rolante e elevadores é obrigatório que ele seja levado no colo. Em caso de cães maiores, levá-los sempre na coleira e utilizar o elevador ou escada fixa. Cães de grande porte não podem ser levados na escada rolante.
  • Caso o bicho faça necessidades fisiológicas em espaços internos ou externos do shopping, inclusive na área do estacionamento, o recolhimento através dos sacos coletores é obrigatório. O Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), localizado no 1º piso, possui saquinhos coletores para essa finalidade. Em caso de urina, o tutor deve solictar ao SAC para acionar a equipe de limpeza.
  • Cães como Pit Bulls, Mastim Napolitano, Rottweiler, American Starffordshire Terrier, raças derivadas ou semelhantes são permitidos, mas precisam estar com focinheira.

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd
Bitnami