CRMV-MS fará treinamento com voluntários para a criação de Grupo Permanente para atuação no estado

23 de novembro de 2020

O Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso do Sul (CRMV-MS) fará treinamento com voluntários que se inscreveram para participar da Campanha SOS Animais Silvestres. O objetivo é montar um grupo apto para atuar em novos focos de incêndio, bem como no período de enchentes e possível rompimento das barragens de Urucum.

Segundo a coordenadora da Campanha SOS Animais Silvestres, conselheira do CRMV-MS, Dra. Paula Helena Santa Rita se inscreveram para participar da ação, mais de 330 pessoas, entre acadêmicos e profissionais de diversas áreas de atuação. “Nosso intuito é fazer uma seleção dentre os inscritos para que recebam treinamento, primeiramente online e depois in loco, para estarem aptos para qualquer eventualidade que ocorra em Mato Grosso do Sul, seja incêndio, enchentes ou ainda um possível rompimento de barragens em Urucum”.

O presidente do CRMV-MS, Dr. Rodrigo Piva disse que já era intenção da instituição preparar profissionais para atuarem em desastres naturais e/ou provocados pela ação direta do homem na natureza. “O Brasil já viveu diversos desastres, Mariana e Brumadinho eram referências da importância do médico veterinário trabalhando diretamente no resgate de animais. Agora com a experiência vivida com os incêndios no Parque Estadual Nascentes do Taquari e na Serra do Amolar, queremos estar preparados para socorrer nossa fauna, garantindo tecnicamente o bem-estar dos animais e da sociedade”, avaliou.

A experiência do CRMV-MS foi tão exitosa frente às ações de resgate e assistencialismo aos animais vítimas do incêndio que foi chamado para compor a Comissão Federal de Desastres do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). O resgate das duas onças na Serra do Amolar foi coordenado pela Dra. Paula Helena Santa Rita juntamente com o GRETAP/MS.

Responsável pela sedação, feita com zarabatana nos dois felinos, Paula Helena trouxe as onças, juntamente com a Dra. Magyda Moussa, de Corumbá a Campo Grande em avião da FAB, onde entregaram os animais para os médicos-veterinários do Centro de Recuperação de Animais Silvestres (CRAS), infelizmente uma das onças veio a óbito, pois além dos problemas causados pelas queimadas à saúde dos animais, ambos estavam com ferimentos ocasionados por arma de fogo.

“O saldo de nossas ações não poderiam ser mais positivas e vamos continuar atuando para a prevenção de futuros desastres em nosso Mato Grosso do Sul. Definitivamente, ficou provado a importância da atuação do médico-veterinário em ações de resgate e assistencialismo no que se diz respeito a desastres”, disse Paula Helena Santa Rita.

“A preocupação do CRMV-MS é garantir a participação de profissionais qualificados e legalmente habilitados, para que possam contribuir com a preservação e recuperação do bioma do pantanal”, pontuou Rodrigo Piva.

A Campanha SOS Animais Silvestres parte para a próxima etapa que é arrecadação de frutas, verduras e ovos para que os postos de assistencialismo espelhados pela Serra do Amolar continuem abastecidos. “Temos que evitar a Fome Cinza, que é justamente a falta de alimento por conta das queimadas. Vamos arrecadar as doações e continuar espalhando pelas áreas atingidas para que os animais que sobreviveram às queimadas possam sobreviver à escassez de alimentos”, finalizou a coordenadora da Campanha SOS Animais Silvestres.

Pontos de entrega das doações: Sede do CRMV-MS e do Instituto Homem Pantaneiro (IHP)

 

 

Fonte: http://novo.crmvms.org.br/noticias/crmv-ms-fara-treinamento-com-voluntarios-para-a-criacao-de-grupo-permanente-para-atuacao-no-estado/

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd