Coronavírus: graças a isolamento, pandas em zoológico acasalam após dez anos de tentativa

6 de maio de 2020

Cuidadores do zoológico Ocean Park, em Hong Kong, estão animados com a possibilidade de um bebê panda ter sido concebido, graças ao isolamento gerado pela crise da covid-19.

Dois pandas do parque, Ying Ying e Le Le, finalmente cruzaram na segunda-feira (6/4) depois de dez anos tentando copular sem sucesso.

O zoológico diz que os pandas têm “feito tentativas” desde 2010, mas nunca tinham conseguido concluir um acasalamento com sucesso. Eles finalmente conseguiram agora.

Com o zoológico fechado para visitantes, os animais aproveitaram a “privacidade”.

“A chance de gravidez através do acasalamento natural é maior do que através da inseminação artificial”, disse em nota Michael Boos, diretor de conservação do Ocean Park.

O período de acasalamento para os pandas é entre março e maio, então os veterinários do zoológico têm procurado por sinais de atividade reprodutiva nos bichos.

Os tratadores monitoram os níveis de hormônio nos pandas para ver se eles estão prontos para cruzar.

No fim de março, eles começaram a “flertar” — Le Le deixou seu cheiro pelo ambiente e começou a cheirar procurando pelo odor de Ying Ying, que por sua vez começou a brincar na água.

Apenas 1,8 mil pandas na natureza

A gravidez do panda só pode ser vista por ultrassom cerca de 14 a 17 dias antes do parto.

A gravidez pode durar até 10 meses, então deve demorar um pouco até o zoológico conseguir checar os resultados dessa tentativa.

“Esperamos ter a notícia maravilhosa de uma gravidez neste ano e fazer mais contribuições para a conservação dessa espécie vulnerável”, diz Boos.

Centros de conservação procuram encorajar os pandas a acasalar porque a espécie corre risco de extinção. Segundo a WWO (organização internacional de proteção aos animais), existem apenas 1,8 mil pandas na natureza.

Acasalamento difícil

Pandas têm uma série de dificuldades para conseguir se reproduzir.

As fêmeas ovulam apenas uma vez por ano, durante um curto período de tempo, então os machos precisam perceber que elas estão no cio rapidamente para conseguir conceber um filhote com sucesso.

Machos também são “desajeitados” e têm dificuldades para conseguir saber como montar nas fêmeas para acasalar, o que também reduz o tempo que eles têm para se reproduzir.

Alguns estudos mostram que pandas precisam ter atração uns pelos outros para conseguir acasalar, o que é difícil quando eles não têm muitas opções.

Zoológicos normalmente optam por fazer inseminação artificial para superar esses problemas, e o que aconteceu no Ocean Park é incomum.

Apesar de tudo, os esforços de reprodução não têm sido em vão — em 2017 o status dos pandas selvagens foi mudado pela WWO de “em perigo” para “vulnerável”, uma melhora rara para espécies ameaçadas.

Fonte: https://www.bbc.com/portuguese/geral-52100140

 

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd
Bitnami