Caso naja: delegado responsável pelas investigações ganha prêmio de direitos animais no DF

8 de dezembro de 2020

Por Brenda Ortiz, G1 DF

O delegado-chefe da 14ª Delegacia de Polícia, no Gama, Jônatas José Santos Silva, ganhou o II Prêmio Brasiliense de Direitos Animais. Ele foi o responsável por conduzir as investigações do caso naja, que desmantelou uma organização criminosa de tráfico de animais na capital.

A premiação visa reconhecer a personalidade mais atuante na defesa dos direitos dos bichos no Distrito Federal. O investigador recebeu 45,4% dos votos.

As apurações do caso naja começaram em julho, depois que o estudante de medicina veterinária Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkul, de 22 anos, foi picado por uma cobra dessa espécie. O fato levou à descoberta de um esquema criminoso, que levou o Ministério Público do DF a denunciar o jovem, além de familiares e um amigo dele

Prêmio

 

Nesta edição do Prêmio Brasiliense de Direitos Animais, além do delegado, foram indicadas outras quatro candidatas. São elas:

  • Ana Paula Vasconcelos: advogada animalista
  • Maria Lúcia Pinto: ex-diretora do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (Ceam/UnB)
  • Natália Dutra: ativista vegana e feminista
  • Nívea Orso: advogada e ativista vegana

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd