Após trote violento, alunos de Veterinária são afastados na UFPR

7 de abril de 2022
Noticia-trote
Noticia-trote
 Por Eduardo Cupertino* – Estagiário da Rádio Nacional – Brasília

Vinte e cinco alunos do curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal do Paraná foram afastados por 30 dias por terem aplicado trote violento em calouros numa área próxima ao campus da Universidade no município de Palotina.

A Polícia Civil na semana passada chegou a prender quatro veteranos, três deles foram liberados após o pagamento de fiança e estão em liberdade usando tornozeleiras eletrônicas.

Cerca de vinte calouros tiveram queimaduras de primeiro e segundo grau durante o trote.

As vítimas do trote, também foram dispensadas de frequentar as aulas para que pudessem realizar tratamento adequado. Segundo a Universidade, docentes do curso de medicina estão realizando os tratamentos individuais com cada um dos estudantes, que estão recebendo também apoio de assistentes sociais e psicólogos da universidade.

Em nota, a Universidade Federal do Paraná declarou que “adota uma posição institucional do trote sem violência e, desde 2017, promove campanhas anuais de conscientização dos alunos de que a recepção dos calouros deve ser um momento de alegria e integração com os veteranos”

O afastamento dos veteranos foi feito para que o processo investigativo ocorra com normalidade no campus e pode ser prorrogado por mais um mês.

*Com supervisão de Raquel Mariano.

Fonte:https://agenciabrasil.ebc.com.br/radioagencia-nacional/educacao/audio/2022-04/apos-trote-violento-alunos-de-veterinaria-sao-afastados-na-ufpr

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.

©2022 Vetsapiens. Todos os direitos reservados.
Proibida reprodução total ou parcial deste website sem autorização prévia.

oneweb Desenvolvido por logo-crowd