telemedicina veterinária?

Olá a todos, hoje atendi um paciente que recebe atendimento (orientação nutricional, formulação de dietas) de colega "nutrólogo" (de outro estado), ou seja faz a consulta por teleconferencia. Fiquei em dúvida, pois creio que isso não é permitido ...Ou estarei muito desatualizada? Faço atendimento clínico e dermato, mas só presencial! Fica uma situação um tanto "incomum", pra não dizer outra coisa...

Responda a pergunta de Simoni Maruyama

Não logado
Visitante
Inserir mais anexos

Há 3 respostas para esta pergunta

equipe
Claudia
Equipe Vetsapiens
Resposta:
Oi Simoni, excelente e oportuno questionamento... eu mesma me pergunto o mesmo. Lembrando que os tempos atuais podem demandar alguns ajustes. Vamos abrir a discussão, e colocar as informações que possam ter implicações legais.
Anexos: 0
21 de janeiro de 2021 às 23:07
Nenhum anexo enviado.
equipe
ROSANGELA
Equipe Vetsapiens
Resposta:
Oi Simoni, durante a pandemia a questão de telemedicina entrou em debate por conta do isolamento social. O último informe oficial do CFMV foi em 06-10-2020: "NOTA OFICIAL: Atendimento médico-veterinário a distância continua proibido Regulamentação de procedimentos que configuram telemedicina veterinária está sob análise do Sistema CFMV/CRMVs Realizar consultas médico-veterinárias a distância – por telefone ou meios on-line –, bem como promover publicidades destes serviços, continua sendo uma prática proibida pelo Código de Ética do Médico-veterinário (Resolução CFMV nº 1138/16). Ainda não existe normativa para a regulamentação deste tema e suas especificidades. No entanto, o assunto já está sob análise do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), que tem ouvido com muita atenção todos os Regionais, no sentido de coletar as avaliações dos Conselhos sobre o tema. O objetivo do Sistema CFMV/CRMVs é delimitar as condutas com assertividade, de forma a alinhar as boas práticas ao contexto de avanços tecnológicos que vivenciamos. A normatização demanda olhar detalhado, visando a garantia da ética no exercício da Medicina Veterinária e, também, diretrizes responsáveis para com a saúde pública. Cabe ressaltar que se entende por telemedicina um conjunto que engloba diversos tipos de utilização dos meios digitais. Justamente por isso, trata-se de um tema de grande complexidade e que requer cautela para que a normatização estabeleça condutas realmente eficientes para toda a classe. Nobre por natureza, a Medicina Veterinária não pode falhar em garantir segurança no atendimento aos animais" Mas ainda falta uma regulamentação definitiva, mais abrangente e detalhada sobre o que é telemedicina, visto que existem muitas categorias e níveis de interação entre veterinário - cliente ( tutor). Existe a tele-triagem, a tele-orientação, o tele-diagnóstico etc. Talvez a orientação nutricional a distancia não entre nesta categoria de tele-medicina, no sentido de ser um atendimento clinico a distancia, que ainda se encontra proibido. A diferença entre tele-triagem, tele-consulta, tele-orientação e tele-diagnóstico (que já é uma realidade) pode ser muito tênue e por isso demanda uma regulamentação mais detalhada e com exemplos de cada categoria. Esperamos que esta nova resolução saia em breve!
Anexos: 0
22 de janeiro de 2021 às 09:20
Nenhum anexo enviado.
Simoni Maruyama
Muito obrigada às colegas pela explicação. Realmente ainda é um assunto polêmico, não é mesmo? Outro agravante é que no número do CRMV do colega, não se observa a sigla da unidade de federação. Fico a refletir: seria proposital? Até porque há ampla divulgação nas redes sociais também. Aguardemos então, as próximas decisões do CFMV...
22 de janeiro de 2021 às 12:58
Desenvolvido por logo-crowd