FelV + icterícia

Boa tarde! Felino, S.R.D., 2 anos, macho, trazido pelo tutor ao atendimento por icterícia e diarréia. Animal estava sendo acompanhado anteriormente por apresentar linfoadenomegalia generalizada, prostração e quadro de anemia regenerativa que respondeu ao uso de doxiciclina, sem necessidade de corticóide - realizou imunohistoquímica de linfonodo periférico e mielograma (anexos). Exames de hoje mostram anemia regenerativa, hiperbilirrubinemia importante e aumento de ALT, com linfoadenomegalia mesentérica e esplenomegalia ao US. Não foi possível coletar urina. Foi solicitado PCR para micoplasma. Dúvida: pode-se tratar de micoplasmose, mesmo animal tendo sido tratado por 30 dias? o que justificaria essa ALT tão alterada, com o aspecto do fígado normal ao Ultra-som?

Responda a pergunta de Andrea Aparecida Messa Bassi Ferreira

Não logado
Visitante
Inserir mais anexos

Há 1 resposta para esta pergunta

equipe
Ricardo Duarte Silva
Moderador
Resposta:
Sim, pode-se tratar para micoplasmose novamente. Muitos gatos FeLV+ ficam cronicamente infectados pelo Mycoplasma, e necessitam de vários ciclos de tratamento com doxiciclina. Porém, alguns gatos FeLV+ podem fazer anemia hemolítica imunomediada. Pode ser interessante associar o uso de corticóide.
Anexos: 0
19 de dezembro de 2020 às 13:24
Nenhum anexo enviado.
Desenvolvido por logo-crowd