Eritropoetina

Olá, eu tenho um paciente que trato devido a convulsões focais, a causa nunca foi determinada. Ele tem várias comorbidades (hiperadreno, artrose, etc). Recentemente apresentou episódio de febre, prostração, sendo internado. Na época, ele apresentou um hematócrito 20% de e os colegas prescreveram Eritropoietina 4000 UI/mL 30 unidades a cada 48h. Em seu último hemograma (há 4 dias) o hematócrito estava 42%. Minha pergunta é, como fazer essa suspensão, ou diminuição da eritropoietina? Gradativamente? Com que frequência monitorar? Ele tem perda de definição corticomedular vista ao US, e em 31 de agosto estava com 176 de ureia e 2 de creatinina. No momento está em bom estado geral.

Responda a pergunta de Ana Paula Duarte

Não logado
Visitante
Inserir mais anexos

Há 6 respostas para esta pergunta

equipe
Paola Lazaretti
Equipe Vetsapiens
Resposta:
Oi Ana Paula, Vc tem a contagem de reticulócito antes de iniciar a eritropetina? A anemia era arregenerativa?
Anexos: 0
21 de setembro de 2020 às 14:24
Nenhum anexo enviado.
Ana Paula Duarte
Médico veterinário
Resposta:
Oi Paola, obrigada, abaixo vai o 1o hemograma, em 31/08, antes de iniciar a eritropoetina
Anexos: 1
21 de setembro de 2020 às 15:22
Luis Felipe Zulim
Resposta:
Olá Ana Paula, tudo bom? costumamos utilizar a eritropoitina quando a anemia é por falha na produção, principalmente em pacientes com DRC, e nem sempre a resposta é tão rápida, fiquei em dúvida se neste caso descrito não tratava-se de uma anemia ferropriva ou anemia em decorrência de algum processo inflamatório exorbitante....em processos inflamatórios (paciente com febre/prostração etc) resolvendo a causa base o HT tende a normalizar.
Anexos: 0
21 de setembro de 2020 às 18:57
Nenhum anexo enviado.
equipe
Claudia
Equipe Vetsapiens
Oi Luis, obrigada pela resposta. Justamente é esse meu questionamento. Frente a esta situação, poderia suspender de uma vez? Qual a sugestão de frequência de monitoração? Abraço!
21 de setembro de 2020 às 22:02
equipe
Paola Lazaretti
Equipe Vetsapiens
Resposta:
Ana, Nao tem problema nenhum em interromper a eritropoetina, inclusive, existe o risco de policitemia e trombocitose, excesso de viscosidade sanguínea e hipertensão, quando eritropoietina é usada indiscriminadamente. Como o Luiz comentou eu também fiquei da dúvida se esta anemia era realmente devido ao déficit de eritropoetina ( que é visto em IRC).
Anexos: 0
22 de setembro de 2020 às 10:45
Nenhum anexo enviado.
Luis Felipe Zulim
concordo com a Paola, não vejo problema em suspender a eritropoitina, e você poderia monitorar o paciente de início com intervalos menores e depois espaçar de acordo com o estado clínico do mesmo e a segurança. Seria bacana além do check-up geral, dosar ferro, cálcio, fósforo, potássio. Comecei a pedir mais ferro na minha rotina e estou gostando desta avaliação. visto que, qualquer processo infeccioso/inflamatório ocasiona a destruição de hemácias. Vai nos dando notícias por favor! Obrigado por compartilhar seu caso clínico conosco!
23 de setembro de 2020 às 00:01
Desenvolvido por logo-crowd