Sarna Demodécica Felina

Dra. Rita Carmona

Ultima atualização: 13 JUL DE 2020

Nomenclatura

Sarna demodécica, demodiciose, demodicidose, sarna folicular, sarna pustular e “sarna negra”

Nome em inglês

Demodicoses, demodecic mange, demodex mite

Definição

 

Enfermidade parasitária primária inflamatória, não contagiosa, causada pela excessiva proliferação do ácaro do gênero Demodex (Demodex gatoi, Demodex cati e uma terceira espécie ainda sem nome conhecida por Demodex inominado) 

Etiologia e Fisiopatologia

É considerada uma enfermidade de rara ocorrência e de pouca gravidade, quando comparada à sarna demodécica canina.

Quando causada pelo Demodex cati, que tem comprimento maior que o Demodex gati, comensal da pele do gato, com proliferação na região pilossebácea. Sua ocorrência está diretamente associada às enfermidades metabólicas, enfermidades imunossupressoras, doenças oncológicas e infecciosas (FIV, Felv e PIF). Também, o uso de imunossupressores, como os corticoides tópicos (inalados) e sistêmicos, podem estar associados.

Entretanto, a sarna demodécica felina causada pelo Demodex gatoi, não parece ter a mesma etiopatogenia. Tal ácaro é menor quando comparado ao Demodex cati e vive no estrato córneo, causando reações de hipersensibilidade, o que leva a um prurido intenso no paciente felino. Pode ser considerado transmissível por contato direto com outro gato. Raro no Brasil, parecer ocorrer com mais frequência em algumas regiões dos Estados Unidos, como Flórida e Texas. 

Prevalência

Ainda é considerada umas das 10 principais enfermidades dermatológicas. Ocorre especialmente em cães com menos de um ano de idade, de raças definidas e pelame curto. Pode ocorrer em animais adultos e idosos, nesses casos há sempre uma causa de base imunossupressora

Achados de Anamnese e Manifestação clínica

As lesões cutâneas causadas pelo Demodex cati, acometem especialmente a região cefálica e cervical, representadas por alopecia e pápulas eritematosas, por vezes quadros descamativos podem ser observados. O prurido normalmente é ausente. 

Já o quadro clínico/dermatológico oriundo do parasitismo do Demodex gatoi, observa-se prurido moderado a intenso, que leva a quadro de alopecia, auto-induzida pela lambedura exacerbada. Acomete a região abdominal e de membros. 

Procedimento Diagnóstico

O diagnóstico baseia-se nos achados clínicos e dermatológicos e através do exame parasitológico do raspado cutâneo (EPRC), indicado quando da suspeita do envolvimento do Demodex cati e pela fita adesiva, quando há suspeita do Demodex gatoi

 

Diagnósticos diferenciais

Piodermite profunda

Tratamento

AMITRAZ, aprovado pelo FDA (Food and Drug Administration), aplicado por sobre o corpo do animal, na diluição de 2mL para cada 1L de água, aplicações semanais consecutivas. Tomando-se cuidado para que não haja efeitos adversos como: sonolência, sedação, ataxia, ardência e úlcera de córnea. 

As lactonas macrocíclicas, endectocidas, derivados da fermentação de actinomicetos do gênero Streptomyces que possuem efeito parasiticidas. São elas as avermectinas e as milbemicimas. As avermectinas são: a ivermectina, a abemectina, doramectina e selamectina e as milbemicimas: a moxidectina e a milbemicina oxima. 

IVERMECTINA pode ser utilizada na dose de 0,3 por quilo de peso, a cada 7 dias por quatro semanas seguidas. Pode ser realizada pela via oral, na forma de comprimidos (aprovada para uso de cães e gatos) ou pela via subcutânea.

Aparentemente, o Demodex gatoi é mais resistente ao uso das lactonas macrocíclicas.

 

ISOXAZOLINAS

Nova classe medicamentosa, tem ação acaricida e inseticida, sendo atualmente considerada a primeira linha de escolha para tratamento da demodiciose canina. São antagonistas não competitivos do GABA (ácido-gama-aminobutírico) e dos receptores L-glutamato de  canais de cloro, que leva à paralisia e morte do parasita.

FLURALANER: administrado, pela via transdermal, a cada 3 meses com resultados excelentes mesmo quando do controle do Demodex gatoi. 

Existe formulação de Fluralaner transdermal, destinado ao uso para gatos, aprovado no Brasil. 

Está contra-indicado o uso de corticoide tópico e/ou sistêmico em paciente com sarna demodécica.

 

A alta parasitológica se faz quando há três EPRC negativos consecutivos com intervalo de 15 dias entre eles. 

A alta clínica se faz quando, após um ano da alta parasitológica, não existe recidiva do quadro.

Em muitos países, quando do uso de isoxazolinas, considera-se a alta após 30 dias da remissão lesional completa. 

Sarna demodécica generalizada em canino Pit Bull. Apresenta lesões erosadas, fístulas e deposição de crostas hemáticas.

Imagem

 

Consulta rapida - sarna demodecica

Prognóstico

Bom

Literatura recomendada

LARSSON & LUCAS. Tratado de Medicina Externa: Dermatologia Veterinária, 2ª edição, Ed Interbook, 2019

Anexos referente a esta consulta rápida

Nenhum anexo disponível

O conteúdo deste site é para uso exclusivo e restrito dos associados. Apenas Médicos Veterinários graduados e estudantes de Medicina Veterinária são autorizados a acessar este site.

Não está permitida a divulgação de qualquer conteúdo sem a prévia autorização do Vetsapiens, por escrito. Os Médicos Veterinários são os únicos responsáveis pelo tratamento e cuidado de seus pacientes.

Quaisquer recomendações de colegas ou especialistas recebidas através deste site são meras opiniões individuais, e cada clínico é o exclusivo responsável pelo manejo de seus pacientes. Os fármacos e doses recomendadas ou calculadas no Vetsapiens devem ser sempre conferidos antes de sua aplicação.

Veterinários não devem utilizar medicações e ou protocolos com os quais não estejam familiarizados e confortáveis. O Vetsapiens preconiza que o encaminhamento para especialistas seja sempre a primeira recomendação dos clínicos gerais ao se depararem com casos clínicos além do seu conhecimento.

As imagens e informações trocadas neste site não substituem o exame físico do paciente, e a relação exclusiva entre veterinário-paciente-cliente. As imagens aqui postadas não podem ser consideradas de qualidade diagnóstica.

Toda e qualquer informação obtida neste site deve ser considerada apenas como uma sugestão individual e não tem qualquer valor diagnóstico.

Desenvolvido por logo-crowd