Informações

Princípio Ativo: Pregabalina.
Classe terapêutica: Anticonvulsivante, analgésico.

Dose

Cães: Inicie com 2 mg/kg VO a cada 12 horas e aumente a dose em 1 mg/kg por semana até 3 - 4 mg / kg PO a cada 8-12 horas.
Gatos: 1 - 2 mg/kg VO a cada 12 horas.
Outras espécies: Informação indisponível

Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Pregabalina

Classificaçāo

Anticonvulsivante, analgésico

Espécies

Cães e Gatos

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • Lyrica 75 mg, comprimido (14 ou 28 un)
  • Lyrica 150 mg, comprimido (14 ou 28 un)
  • Prebical 75 mg, comprimido (14 ou 28 un)
  • Prebical 150 mg, comprimido (14 ou 28 un)
  • Proleptol 75 mg, cápsulas (15 ou 30 un)
  • Proleptol 150 mg, cápsulas (30 un)

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Como a gabapentina, a pregabalina pode ser útil como terapia adjuvante para crises parciais refratárias ou complexas e no tratamento de dor crônica, principalmente dor neuropática em pequenos animais.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

A pregabalina é contraindicada em pacientes hipersensíveis a ela. Use com cautela em pacientes com insuficiência renal; se necessário, deve ser considerado o ajuste da dose. Nos seres humanos, as doses de pregabalina são ajustadas com base na depuração da creatinina. A pregabalina é usada com cautela em pacientes humanos com insuficiência cardíaca.

EFEITOS ADVERSOS

Os efeitos adversos mais comuns relatados incluem sedação e ataxia. Como o uso até o momento é limitado em animais, o perfil de efeitos adversos pode evoluir com experiência clínica adicional.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

A pregabalina é excretada no leite e a segurança não foi estabelecida. Pese os potenciais riscos de tratar e os benefícios ao usar este medicamento em animais prenhes ou lactantes.

SUPERDOSAGEM

Os efeitos adversos mais comuns são ataxia e letargia.

Interações medicamentosas

INIBIDORES DA ECA

Em humanos, a administração concomitante de pregabalina pode aumentar os riscos de edema e urticária.

DEPRESSORES DO SNC

A pregabalina pode causar depressão aditiva do SNC.

AINEs

Em humanos, cetorolaco e naproxeno foram citados como possivelmente redutor da eficácia anticonvulsivante. No entanto, evidências substanciais são fracas.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

A pregabalina possui atividade antiepiléptica, analgésica e ansiolítica. Como a gabapentina, a pregabalina é um análogo estrutural do GABA. O mecanismo de ação da pregabalina, por suas ações anticonvulsivantes ou analgésicas, não é totalmente compreendido, mas parece se ligar ao CaVa2-d (subunidade alfa 2- delta dos canais de cálcio dependentes de voltagem). Ao diminuir o influxo de cálcio, a liberação de neurotransmissores excitatórios é inibida. É 3-10 vezes mais potente que a gabapentina.

FARMACOCINÉTICA

Após uma dose oral única de pregabalina de 4 mg/kg em 6 cães, os parâmetros médios foram: Tmax = 1,5 horas; Cmax = 7,15 microgramas/mL; meia-vida de eliminação = 6,9 horas. Em 6 gatos que receberam uma dose oral única (4 mg/kg), os parâmetros médios da pregabalina foram: Tmax = 2,9 horas; Cmax = 8,3 microgramas/mL; meia-vida de eliminação = 10,4 horas.

MONITORAMENTO

Monitore a eficácia clínica e efeitos adversos.

Referências Bibliográficas

<https://www.plumbsveterinarydrugs.com/#!/monograph/V6wVLwZYI8>. Acesso em 30 de maio de 2020.

<https://consultaremedios.com.br/pregabalina/pa>. Acesso em 30 de maio de 2020.
Desenvolvido por logo-crowd