Informações

Princípio Ativo: Mupirocina.
Classe terapêutica: Antibiótico.

Dose

Cães: Uso tópico a cada 12 horas.
Gatos: Uso tópico a cada 12 - 24 horas.
Outras espécies: Informação indisponível

Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Mupirocina

Classificaçāo

Antibiótico

Receita

Controle Especial - Humano

Espécies

Cães

ARMAZENAMENTO

Conservar em local seco, entre 15°C e 30°C, ao abrigo da luz solar direta e fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • Mupirocina, bisnaga (15 g)
  • Bactocin 20 mg/g, bisnaga (15 g)
  • Bactroban, bisnaga (15 g)
  • Dermoban 20 mg/g, bisnaga (15 g)

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

A mupirocina é aprovada pela FDA para o tratamento de infecções em cães (por exemplo, pioderma superficial, pioderma dobrado, cistos interdigitais, vias de drenagem, acne, piodermas de pontos de pressão) causados ​​por cepas suscetíveis de Staphylococcus aureus ou Staphylococcus pseudintermedius, incluindo a produção de beta-lactamase e cepas resistentes a meticilina. Também pode ser útil em outras espécies e outras condições (por exemplo, acne felina, pioderma equino, abscessos interdigitais, piodermas do ponto de pressão). A mupirocina também mostra ação contra outros patógenos gram-positivos, incluindo cepas de Corynebacterium spp, Clostridium spp, Proteus spp e Actinomyces spp. Um possível efeito contra Malassezia spp em cães e gatos foi relatado anedoticamente.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

A mupirocina é contraindicada em pacientes com histórico de reações hipersensíveis a ela ou a outras pomadas contendo polietilenoglicol. Como a pomada possui uma base de polietileno glicol, o fabricante alerta que a nefrotoxicidade pode se desenvolver se usada em lesões profundas e extensas. Evite contato com os olhos.

EFEITOS ADVERSOS

A mupirocina parece ser muito bem tolerada; reações de contato (por exemplo, dor, eritema, coceira) são possíveis, mas acredita-se que raramente ocorram. O crescimento excessivo de organismos não suscetíveis (superinfecção) também é possível com o uso prolongado. Anedoticamente, foi relatada toxicidade renal muito rara.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

A mupirocina é um agente antibacteriano tópico que tem ação contra os organismos responsáveis pela maior parte das infecções de pele, como por exemplo o Staphylococcus aureus, inclusive suas cepas resistentes a meticilina, além de outros estafilococos e estreptococos. Este antibacteriano é também ativo contra certos patógenos gram-negativos, como o Haemophilus influenzae. A mupirocina não é absorvida significativamente pela pele para a circulação sistêmica, mas penetra bem nas lesões granulomatosas de pioderma profundo. Não é adequado para aplicação em queimaduras.

FARMACOCINÉTICA

A mupirocina é absorvida através da pele intacta, porém a taxa de absorção sistêmica parece ser baixa. Por ser absorvido sistemicamente, a mupirocina é rapidamente transformada em seu metabólito inativo (ácido mônico), e rapidamente excretada pelos rins.

Referências Bibliográficas

AVISO: algumas informações foram retiradas da bula do medicamento referência, que consta na base de dados da ANVISA. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/index.asp> GUAGUERE, E. Topical treatment of canine and feline pyoderma. Veterinary dermatology, v. 7, p 145-151 MANIAN, F. A. Asymptomatic Nasal Carriage of Mupirocin-Resistant, Methicillin-Resistant Staphylococcus aureus (MRSA) in a Pet Dog Associated with MRSA Infection in Household Contacts. Clin Infect Dis 36 (2): e26-e28, 2003. <https://www.plumbsveterinarydrugs.com/#!/monograph/UVM47izUXP>. Acesso em 26 de maio de 2020. <https://consultaremedios.com.br/mupirocina/pa>. Acesso em 26 de maio de 2020.
Desenvolvido por logo-crowd