Informações

Princípio Ativo: Lotilaner.
Classe terapêutica: Ectoparasiticida.

Dose

Cães: 2,0 - 2,7 kg: 1 comprimido de 56,25 mg // 2,7 - 5,5 kg: 1 comprimido de 112,5 mg // 5,5 - 11,4 kg: 1 comprimido de 225 mg // 11,4 - 22,7 kg: 1 comprimido de 450 mg // 22,7 - 45,5 kg: 1 comprimido de 900 mg. Para cães com peso superior a 45,5 kg, administre a combinação apropriada de comprimidos para obter uma dose de 20 a 43 mg/kg.
Gatos: 0,5 - 2 kg: 1 comprimido de 12 mg // 2 - 8 kg: 1 comprimido de 48 mg. Para gatos com peso superior a 8 kg, administre a combinação apropriada de comprimidos para obter uma dose de 6 -24 mg/kg.
Outras espécies: Informação indisponível

Sobre

Princípio(s) Ativo(s)

  • Lotilaner

Classificaçāo

Ectoparasiticida

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

Armazenamento

Conservar sempre o produto em sua embalagem original, fechada e em local seco, ao abrigo da luz e umidade. Não armazenar junto a produtos tóxicos.

Apresentações e concentrações

Opções veterinárias

Apresentações e concentrações

  • Credeli 450 mg, comprimido mastigável
  • Credeli 900 mg, comprimido mastigável
  • Credeli 112,5 mg, comprimido mastigável
  • Credeli 225 mg, comprimidos mastigável
 

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

O lotilaner é indicado para o tratamento e prevenção de puliciose (Ctenocephalides felis) e ixodidiose, durante um mês, em cães e gatos com pelo menos 8 meses de vida.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

O lotilaner é contraindicado em pacientes com hipersensibilidade a ele. Também é contraindicado em animais com menos de 8 meses de vida, em cães com menos de 2 kg e em gatos com menos de 0,5 kg. Use com cautela em cães e gatos com histórico de convulsões ou epilepsias.

EFEITOS ADVERSOS

O efeito adverso mais comum em cães incluem perda de peso, aumento da ureia no sangue, poliúria, diarreia e vômito. Os gatos não apresentaram efeitos adversos significantes.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

O uso seguro em fêmeas reprodutoras, gestantes ou lactantes não foi avaliado. 

SUPERDOSAGEM

Não foram observados efeitos clinicamente relevantes.

Interações medicamentosas

Em um estudo, o lotilaner foi administrado com outros medicamentos (por exemplo, vacinas, antibióticos, AINEs, anti-helmínticos, anestésicos) e não houve efeitos adversos observados.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

O lotilaner é um inseticida e acaricida isoxazolina. Ele inibe os canais de cloro dependentes do GABA no sistema nervoso central e periférico dos insetos e ácaros, bloqueando a transferência de íons de cloreto através das membranas celulares. A hiperexcitação neuronal resultante leva a morte rápida de insetos e ácaros suscetíveis. Acredita-se que uma diferença entre a sensibilidade do receptor GABA de insetos e ácaros ao lotilaner em comparação com mamíferos seja a razão da toxicidade diferencial. A ação do fármaco começa a matar as pulgas dentro de 2 a 4 horas após a infestação ou administração, com aproximadamente 99,8% das pulgas mortas em 8 horas e 100% das pulgas mortas em 12 horas, de modo que as pulgas e carrapatos morrem apenas depois de terem mordido e se alimentado. Essa eficácia é mantida por 35 dias após a administração e as pulgas são mortas antes de botar os ovos.

FARMACOCINÉTICA

Em cães, o pico dos níveis de lotilaner ocorrem 2 horas após a administração oral (o alimento aumenta a absorção). Este fármaco é altamente ligado às proteínas e a  excreção biliar é a maior via de eliminação.  Em gatos, o pico dos níveis de lotilaner ocorrem 4 horas após a administração oral. A biodisponibilidade atinge 100% quando o medicamento é administrado com alimento, mas apenas 8,4% quando o animal está em jejum, sendo sua meia-vida de 33,6 dias após administração oral.

MONITORAMENTO

Monitore a eficácia clínica e os efeitos adversos.

Referências bibliográficas

<https://www.plumbsveterinarydrugs.com/#!/monograph/JuEDGmtbox/>. Acesso em 25 de maio de 2020.
Desenvolvido por logo-crowd