Informações

Princípio Ativo: Hidroxietilamido.
Classe terapêutica: Expansor Plasmático.

Dose

Cães: Infusão com velocidade constante: 10 - 20 mL / kg/dia ou 0,4 - 0,8 mL / kg/hora.
Gatos: Infusão com velocidade constante: 5 - 10 mL / kg/dia ou 0,2 - 0,4 mL / kg/hora.
Outras espécies: Informação indisponível

Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Hidroxietilamido

Classificaçāo

Expansor Plasmático

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • Hidroxietilamido 60 mg/mL, solução injetável
  • Hyper Haes 15g + 18g, solução injetável
  • Plasmin 60 mg/mL, solução injetável
  • Voluven 6% 60 mg/mL, solução injetável
  • Venofundin 60 mg/ml, solução injetável

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Indicado no tratamento e profilaxia de hipovolemia, choque, lesões, infecções e queimaduras quando a expansão do volume do plasma é desejada.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

É contraindicado a pacientes com hipersensibilidade conhecida ao princípio ativo, bem como em distúrbios hemorrágicos graves, insuficiência cardíaca e renal, doenças graves da coagulação e estados de hiper-hidratação.

EFEITOS ADVERSOS

Quando administrado por infusão rápida em gatos o hidroxietilamido pode causar sinais de náusea e vômito, caso seja administrado em 15 - 30 minutos esses sinais são eliminados. A congestão circulatória levando a edema pulmonar é possível, particularmente quando doses altas são administradas em pacientes com função renal diminuída. Não administre por via IM, pois sangramentos ou hematoma podem ocorrer. Clinicamente esses efeitos podem ser insignificantes, mas pacientes com coagulopatias preexistentes podem predispor a hemorragias mais complicadas.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

O uso deve ser cauteloso em fêmeas gestantes. Não é elucidado se hidroxietilamido é excretado no leite, mas ele dificilmente apresentaria risco a prole.

SUPERDOSAGEM

Altas doses podem causar sobrecarga aguda no sistema circulatório e consequentemente sinais como: hipervolemia e aumento da pressão venosa central e pulmonar, distúrbio de coagulação, hipernatremia e hipercloremia.

Interações medicamentosas

INTERAÇÕES

Varfarina

Altas doses de hidroxietilamido podem aumentar os riscos de hemorragia.

Bloqueador dos receptores de angiotensina

Pode potencialmente aumentar o potássio sérico, aumento do monitoramento é indicado.

Diuréticos poupadores de potássio

Pode potencialmente aumentar o potássio sérico, aumento do monitoramento é indicado.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

O hidroxietilamido é um coloide sintético derivado de amido ceroso quase inteiramente composto de amilopectina. Os grupos hidroxietil-éter são introduzidos nas unidades de glicose do amido e o material resultante é hidrolizado para originar um produto com peso molecular apropriado para o uso como um agente expansor plasmático e sedimentador de eritrócitos.

FARMACOCINÉTICA

Moléculas de baixo peso molecular são rapidamente excretadas pelos rins; moléculas maiores são degradadas enzimaticamente para um tamanho no qual elas podem ser excretadas. Cerca de 40% da dose é excretada nas primeiras 24 horas após a infusão. Após cerca de 2 semanas praticamente toda a droga é excretada.

CONSIDERAÇÕES LABORATORIAIS

A administração de hidroxietilamido pode aumentar a amilase do paciente por 2-3 dias.

MONITORAMENTO

Monitore o estado de hidratação do paciente e a pressão sanguínea durante a administração, além da frequência e o ritmo cardíacos e observe os pacientes para evidência de sangramento.

Referências Bibliográficas

AVISO: algumas informações foram retiradas da bula do medicamento referência, que consta na base de dados da ANVISA. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/datavisa/fila_bula/index.asp> PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária. 3ª ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2012. Zimmermann et al. Peritonite em cães. Ciência Rural, Santa Maria, v.36, n.5, p.1655-1663, set-out, 2006. <https://www.plumbsveterinarydrugs.com/#!/monograph/qoBaolu6bF/>. Acesso em 20 de maio de 2020. <https://consultaremedios.com.br/b/hidroxietilamido>. Acesso em 20 de maio de 2020.
Desenvolvido por logo-crowd