Informações

Princípio Ativo: Dimetil-Sulfóxido (DMSO).
Classe terapêutica: Anti-inflamatório Não Esteroidal (AINE).

Dose

Cães: Reduzir o inchaço agudo devido a trauma: no máximo 20 mg (ou mL) a cada 6-8 horas por até 14 dias.
Gatos: Informação indisponível
Outras espécies: Informação indisponível

Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Dimetil-Sulfóxido

Classificaçāo

Anti-inflamatório Não Esteroidal (AINE)

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Sempre utilizar luvas ao manipular o produto para evitar absorção cutânea.

Apresentações e concentrações

Opções veterinárias

Apresentações e concentrações

  • Dimetil-Sulfóxido (DMSO)

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Como aplicação tópica para reduzir o inchaço agudo devido a trauma. Outra possibilidade de indicação ao DMSO incluem: tratamento adjuvante em condições isquêmicas transitórias, trauma do SNC e edema cerebral, calcinose cutânea, endometrite, úlcera de pele, feridas, queimaduras, terapia adjuvante em cirurgias intestinais, analgesia no pós-operatório ou dor intratável, amiloidose em cães, redução do ingurgitamento mamário em cadelas lactantes, aumento da penetração de antibióticos na mastite em bovinos e limitação de danos nos tecidos após lesões por extravasamento secundários a agentes quimioterapêuticos.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Altas doses pode levar à halitose, anemia, hemoglobinúria.

EFEITOS ADVERSOS

Edema, eritema, desidratação cutânea e prurido.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Contraindicado no terço inicial da gestação por apresentar efeitos teratogênicos.

Interações medicamentosas

Atropina

Os efeitos podem ser potencializados pelo DMSO.

Corticosteróides

Os efeitos podem ser potencializados pelo DMSO.

Insulina

Os efeitos podem ser potencializados pelo DMSO.

Organofosfatos

Evite o uso com DMSO.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

O mecanismo de ação dos AINEs (Anti-inflamatórios não esteroides) ainda não são completamente conhecidos, porém sabe-se uma das principais funções é a de inibir a síntese das prostaglandinas, importante processo da inflamação. A inibição da síntese de prostaglandinas ocorre principalmente pela inibição específica das cicloxigenases (COX-1 e COX-2), e conseqüente redução da conversão do ácido araquidônico em prostaglandinas. A ação anti-inflamatória do DMSO consiste principalmente na remoção de radicais livres. Porém esse composto também apresenta capacidade de reduzir a agregação plaquetária, provocar analgesia por bloqueio dos impulsos nervosos nas áreas inflamadas e aumentar a perfusão tecidual.

FARMACOCINÉTICA

É absorvido em cerca de 5 minutos após a aplicação tópica e é imediatamente distribuído pelos diferentes tecidos do organismo. Atravessa a barreira hematoencefálica e tem a propriedade de carrear também outras substâncias de baixo peso molecular, por isso é utilizado como veículo em formulações medicamentosas.  

Referências Bibliográficas

TASAKA A. C. Anti-inflamatórios Não Esteroidais. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011. <https://www.plumbsveterinarydrugs.com/#!/monograph/PW51bj9tBp/>. Acesso em 12 de maio de 2020.
Desenvolvido por logo-crowd