Informações

Princípio Ativo: Cetoprofeno.
Classe terapêutica: Anti-inflamatório Não Esteroidal (AINE).

Dose

Cães: 2 mg/kg IM, IV ou SC por 1 dia, o tratamento pode ser continuado com comprimidos VO como dose de manutenção reduzida de 1 mg/kg a cada 24 horas por mais 4 dias.
Gatos: 2 mg/kg IM, IV ou SC por 1 dia, o tratamento pode ser continuado com comprimidos VO como dose de manutenção reduzida de 1 mg/kg a cada 24 horas por mais 4 dias.
Outras espécies: Informação indisponível

Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Cetoprofeno

Classificaçāo

Anti-inflamatório Não Esteroidal (AINE)

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

INFORMAÇÕES AO CLIENTE

Nunca dê cetoprofeno ou outro medicamento com ação anti-inflamatória ao animal, sem antes consultar um médico veterinário.

ARMAZENAMENTO

Armazenar em recipiente bem fechado, protegido da luz e em temperatura ambiente.

Apresentações e concentrações

Opções veterinárias

Apresentações e concentrações

  • Cetoprofeno
  • Profenid 50 mg, cápsulas
  • Bi-Profenid 150 mg, comprimido de liberação prolongada de 2 camadas
  • Profenid 200 mg, comprimido de desintegração lenta
  • Profenid 1 mg/mL, xarope (150 mL)
  • Profenid 20 mg/mL, gotas (20 mL)
  • Profenid entérico 100 mg, comprimido
  • Profenid 50 mg/mL, solução injetável
  • Profenid 100 mg, solução injetável
  • Profenid 100 mg, supositório
  • Artrosil 320mg, cápsulas gelatinosas duras de liberação prolongada
  • Fenbip 150mg, comprimidos de liberação prolongada

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Alguns consideram que o cetoprofeno é o AINE de eleição para analgesia de curto prazo em gatos, mas a disponibilidade de robenacoxibe para gatos alterou seu status. Ele também é indicado para uso em cães e gatos no alívio da inflamação, claudicação e dor devido a osteoartrite, displasia da anca, doenças do disco, espondilose, panosteíte, trauma e doenças osteomusculares relacionadas; para o manejo da dor pós-cirúrgica; e para o tratamento sintomático da febre. É indicado para ser usado com terapia anti-infecciosa apropriada quando inflamação e / ou febre estão associadas a um processo infeccioso primário.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Deve ser usado apenas quando os benefícios potenciais superam os riscos nos casos em que a ulceração ou sangramento gastrointestinal é evidente ou em pacientes com comprometimento renal ou hepático significativo. Não é indicado pelo fabricante para uso em animais reprodutores. O cetoprofeno pode mascarar os sinais clínicos de infecção (inflamação, hiperpirexia). Como o cetoprofeno é altamente ligado às proteínas, os pacientes com hipoproteinemia podem ter níveis aumentados de medicamento livre, aumentando assim os riscos de toxicidade.

EFEITOS ADVERSOS

Em cães ou gatos, o cetoprofeno pode causar vômitos, anorexia e úlceras gastrointestinais. Quando usado no perioperatório em cães, o cetoprofeno pode diminuir a agregação plaquetária, mas isso pode não ter significado clínico.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Estudos em ratos e camundongos não demonstraram aumento da teratogenicidade ou embriotoxicidade. Coelhos que receberam o dobro da dose humana exibiram aumento da embriotoxicidade, mas não teratogenicidade. Como os agentes anti-inflamatórios não esteroides inibem a síntese de prostaglandinas, afetando adversamente os sistemas cardiovasculares neonatais (fechamento prematuro do canal patente), o cetoprofeno não deve ser usado no final da gravidez. Estudos em ratos machos não demonstraram alterações na fertilidade. O cetoprofeno entra no leite canino; Use com cuidado.

SUPERDOSAGEM

Os seres humanos sobreviveram a ingestões orais de até 5 g. Foi relatado que o LD50 em cães após ingestão oral é de 2000 mg / kg, mas exposições tão baixas quanto 0,44 mg / kg em cães causaram úlceras gastrointestinais. Os gatos desenvolveram toxicidade renal em doses tão baixas quanto 0,7 mg / kg. Os cavalos que receberam cetoprofeno em doses de até 11 mg / kg administrados IV uma vez ao dia por 15 dias não apresentaram sinais de toxicidade. Este medicamento é um AINE. Como com qualquer AINE, a overdose pode levar a efeitos gastrointestinais e renais. A descontaminação com eméticos e / ou carvão ativado é apropriada. Para doses em que os efeitos gastrointestinais são esperados, o uso de protetores gastrointestinais é garantido. Se efeitos renais também são esperados, é necessária diurese fluida.

Interações medicamentosas

INIBIDORES DA ECA

O uso simultâneo pode resultar em disfunção renal e / ou aumento da pressão arterial.

AMINOGLICOSÍDEOS

Aumento do risco de nefrotoxicidade.

ANTICOAGULANTES

É possível aumentar o risco de sangramento.

ASPIRINA

Pode ocorrer aumento da probabilidade de efeitos adversos gastrointestinais (perda de sangue). A administração concomitante de aspirina com cetoprofeno não é recomendada.

BISFOSFONATOS

Podem aumentar o risco de ulceração gastrointestinal.

CORTICOSTEROIDES

A administração concomitante com AINEs pode aumentar significativamente os riscos de efeitos adversos gastrointestinais, plaquetários ou renais, especialmente em cães.

CICLOSPORINA

Pode aumentar o risco de nefrotoxicidade.

DIGOXINA

O uso simultâneo pode resultar em aumento da concentração sérica de digoxina e meia-vida prolongada da digoxina.

DIURÉTICOS

O uso simultâneo pode resultar em eficácia diurética reduzida e possível nefrotoxicidade.

FLUCONAZOL

Pode aumentar os níveis de AINEs.

MEDICAMENTOS COM ALTA PROTEÍNA

Como o cetoprofeno é altamente ligado às proteínas plasmáticas (99%), pode potencialmente deslocar outros fármacos; aumento dos níveis séricos  e duração de ação podem ocorrer. Embora essas interações sejam geralmente pouco preocupantes clinicamente, use-as com cautela.

METOTREXATO

Toxicidade grave ocorreu em humanos quando AINEs foram usados ​​concomitantemente com metotrexato; uso conjunto pode ocorrer com extrema cautela.

PROBENECIDA

Pode causar um aumento significativo nos níveis séricos e na meia-vida do cetoprofeno.

INIBIDORES  SELETIVOS DE RECAPTAÇÃO DA SEROTONINA

O uso simultâneo pode resultar em um risco aumentado de sangramento.

ANTIDEPRESSIVOS TRICÍCLICOS

O uso simultâneo pode resultar em um risco aumentado de sangramento.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

O cetoprofeno exibe ações semelhantes às de outros agentes anti-inflamatórios não esteroides, pois possui atividade antipirética, analgésica e anti-inflamatória. Seu mecanismo de ação é a inibição da catálise de ciclooxigenase do ácido araquidônico a precursores de prostaglandinas (endoperóxidos), inibindo assim a síntese de prostaglandinas nos tecidos. O cetoprofeno supostamente tem atividade inibitória na lipoxigenase, enquanto a flunixina não possui doses terapêuticas, mas as evidências para essa ação são fracas, pois estudos in vitro não confirmaram a atividade da lipoxigenase nas espécies estudadas. O enantiómero S (+) está associado à atividade e toxicidade anti-prostaglandina e o R (-) forma analgesia sem os efeitos gastrointestinais.

FARMACOCINÉTICA

Nas espécies estudadas (ratos, cão, homem), o cetoprofeno é rápida e quase completamente absorvido após administração oral. A presença de alimentos ou leite diminui a absorção oral. O cetoprofeno é eliminado pelos rins, tanto como um metabólito conjugado (principalmente glucuronidação em cães) quanto como medicamento inalterado. Nos gatos, a tioesterificação é proposta como um importante mecanismo de eliminação. A meia-vida de eliminação gatos adultos é de aproximadamente 1-1,5 horas. A meia-vida em forma de S em cães é de ± 1,6 horas.

MONITORAMENTO

Monitore a eficácia e efeitos adversos.

Referências Bibliográficas

PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária: pequenos e grandes animais. [tradução Silvia m. Spada et al.]. Rio de Janeiro: Elsevier, 2012. TASAKA A. C. Anti-inflamatórios Não Esteroidais. In: SPINOSA H. S. et al. Farmacologia Aplicada à Medicina Veterinária 5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011. <https://consultaremedios.com.br/cetoprofeno/pa>. Acesso em 19 de abril de 2020. <https://www.plumbsveterinarydrugs.com/#!/monograph/Qb53hRvlmM/>. Acesso em 19 de abril de 2020.
Desenvolvido por logo-crowd