Informações

Princípio Ativo: Cetirizina.
Classe terapêutica: Anti-histamínico.

Dose

Cães: 1 mg/kg VO a cada 24 horas.
Gatos: 5 mg/gato a cada 24 horas.
Outras espécies: Informação indisponível

Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Cetirizina

Classificaçāo

Anti-histamínico

Receita

Receita Simples

Espécies

Cães e Gatos

ARMAZENAMENTO

Conservar o produto em sua embalagem original, em temperatura ambiente (entre 15°C e 30°C), em local seco e ao abrigo da luz solar, fora do alcance de crianças e animais domésticos.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • Cetirizina 10 mg, comprimido
  • Cetirizina 1 mg/mL, solução oral
  • Zyrtec 10 mg, comprimido
  • Zyrtec 1 mg/mL, solução oral
  • Cetihexal 10mg, comprimido
  • Zetalerg Comprimido 10mg, comprimido

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

A cetirizina é um agente anti-histamínico bloqueador do receptor H1 que pode ser útil no tratamento adjuvante de condições pruriginosas e alérgicas mediadas por histamina em cães ou gatos, incluindo urticária e hipersensibilidade à picada de inseto. Embora os anti-histamínicos sejam comumente usados ​​no tratamento da dermatite atópica canina, atualmente não há evidências conclusivas de que os anti-histamínicos orais tipo 1 sejam eficazes no tratamento de crises crônicas e agudas.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Nenhuma informação específica está disponível para pacientes veterinários. Em humanos, a cetirizina é contra-indicada em pacientes hipersensíveis a ela ou à hidroxizina. Recomenda-se evitar ou ajustar a dose em seres humanos com insuficiência renal ou hepática grave com idade igual ou superior a 76 anos. O produto combinado que contém pseudoefedrina não é apropriado para uso em cães ou gatos.

EFEITOS ADVERSOS

A cetirizina parece bem tolerada em cães e gatos. Em alguns cães, foram relatados vômitos ou hipersalivação após a administração. Sonolência foi relatada em cães pequenos em doses mais altas.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

A cetirizina não prejudicou a fertilidade ou o desempenho reprodutivo em camundongos ou ratos. Em camundongos prenhes, ratos e coelhos, dosagens de aproximadamente 40 vezes, 180 vezes e 220 vezes, respectivamente, a dosagem humana - comparada em mg / m2 - não causou efeitos teratogênicos. Nos beagles, aproximadamente 3% de uma dose foi excretada no leite. O fabricante não recomenda que as mulheres que amamentam usem cetirizina, embora provavelmente seja seguro para uso em pacientes veterinários.

SUPERDOSAGEM

As informações disponíveis são limitadas. As doses orais letais mínimas relatadas para camundongos e ratos são 237 mg / kg (dose 95 vezes adulto humano em mg / m2) e 562 mg / kg (dose 460 vezes adulto humano em mg / m2), respectivamente. A cetirizina pode atravessar o SNC em situações de superdosagem e causar sinais neurológicos. Ao contrário dos anti-histamínicos não sedativos anteriores, terfenadina e astemizol, a cetirizina não prolonga significativamente o intervalo QT no ECG em níveis séricos elevados. As sobredosagens de produtos de cetirizina que também contêm pseudoefedrina  podem ser graves.

Interações medicamentosas

DEPRESSORES DO SNC

Possível depressão ou sedação aditiva do SNC.

INIBIDORES DA GLICOPROTEÍNA-P

A cetirizina demonstrou ser um inibidor da glicoproteína-p; portanto, deve-se evitar ou tomar cuidado com a administração concomitante de cetirizina com outros medicamentos do substrato da glicoproteína-p, como a digoxina. Foi demonstrado que a cetirizina aumenta significativamente a permeabilidade intestinal da digoxina in vitro e in situ.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

A cetirizina, um metabólito humano da hidroxizina, é um anti-histamínico não sedativo da classe da piperazina (em comparação com os medicamentos de primeira geração). Inibe seletivamente os receptores H1 periféricos. Além disso, a cetirizina parece diminuir a liberação de histamina dos basófilos em algumas espécies, mas em gatos, a cetirizina ou a ciproheptadina não reduzem a inflamação das vias aéreas eosinofílicas (produzida experimentalmente). A cetirizina não possui efeitos anticolinérgicos ou antiserotonérgicos significativos. Avalia-se que a tolerância aos seus efeitos anti-histamínicos não ocorra.

FARMACOCINÉTICA

Não foi encontrada informação específica para a farmacocinética da cetirizina em cães. Em um estudo realizado em gatos após uma dose oral de 5 mg / gato, o volume de distribuição foi de 0,26 L / kg e a depuração foi de cerca de 0,3 mL / L / min. A meia-vida de eliminação terminal foi de aproximadamente 11 horas. As concentrações plasmáticas médias permaneceram acima de 0,85 microgramas / mL (uma concentração relatada como eficaz para humanos) por 24 horas após a administração. Os alimentos podem atrasar, mas não afetam a extensão da absorção. É 93% ligado às proteínas plasmáticas humanas, e os níveis cerebrais são aproximadamente 10% daqueles encontrados no plasma. Aproximadamente 80% é excretado na urina, principalmente como medicamento inalterado. A meia-vida de eliminação terminal é de cerca de 8 horas; efeitos anti-histamínicos geralmente persistem por 24 horas após uma dose.

MONITORAMENTO

Monitorar a eficácia e efeitos adversos.

Referências Bibliográficas

HSIAO, Y. H. et al. Effects of cetirizine in dogs with chronic atopic dermatitis: a randomized, double blind, placebo-controlled trial. J. Vet. Sci.; 17(4): 549-553; 2016 PAPICH, M. G. Manual Saunders de terapia veterinária. 3ª ed. Elsevier, Rio de Janeiro, 2012 WILDERMUTH, K. al. The efficacy of cetirizine hydrochloride on the pruritus of cats with atopic dermatitis: a randomized, double-blind, placebo-controlled, crossover study. Vet Dermatol.; 24 (6): 576-81, 2013 <https://consultaremedios.com.br/dicloridrato-de-cetirizina/pa>. Acesso em 18 e abril de 2020. <https://www.plumbsveterinarydrugs.com/#!/monograph/xCBGSJEq0o/>. Acesso em 18 e abril de 2020.
Desenvolvido por logo-crowd