Informações

Princípio Ativo: Calcitonina.
Classe terapêutica: Hormônio.

Dose

Cães: 4 - 8 UI/kg SC a cada 8 - 12 horas.
Gatos: Informação indisponível
Outras espécies: Informação indisponível

Sobre

Aviso

Este medicamento pode ser encontrado em apresentações de uso humano, porém com literatura técnica que baseia seu uso na medicina veterinária. O uso de suas informações é de responsabilidade do médico veterinário.

Princípio(s) Ativo(s)

  • Calcitonina

Classificaçāo

Hormônio

Espécies

Cães

ARMAZENAMENTO

Manter sob refrigeração.

Apresentações e concentrações

Apresentações e concentrações

  • Acticalcin Injetável 50 UI, seringa (1 mL)
  • Acticalcin Injetável 100 UI, seringa (1 mL)
  • Miacalcic Injetável 100 UI, ampolas (1 mL)

Indicações e contraindicações

INDICAÇÕES

Em pequenos animais, a calcitonina tem sido usada como terapia adjuvante no controle da hipercalcemia. Pode ser potencialmente útil no tratamento adjuvante da dor, principalmente quando se origina do osso. O uso da calcitonina na medicina veterinária foi limitado pelo gasto, disponibilidade e desenvolvimento de resistência a seus efeitos após vários dias de tratamento.

CONTRAINDICAÇÕES / PRECAUÇÕES

Calcitonina é contraindicada em animais hipersensíveis a ela. Pacientes com histórico de hipersensibilidade a outras proteínas relacionadas podem estar em riscos. Animais jovens são supostamente até 100 vezes mais sensíveis a calcitonina do que animais adultos.

EFEITOS ADVERSOS

Não há um perfil de efeitos adversos bem documentado para a calcitonina em animais domésticos. Contudo, tem sido relatado anorexia e vômito em cães. A superdose dessa droga pode levar à hipocalcemia. Os seguintes efeitos são documentados em humanos e potencialmente podem ser vistos em animais: diarreia, anorexia, vômito, inchado e dor no local da injeção, e vermelhidão e parestesias periféricas. Raramente, ocorrem reações alérgicas. Taquifilaxia (resistência ao tratamento medicamentoso com o tempo) pode ocorrer em alguns cães tratados.

REPRODUÇÃO, GESTAÇÃO E LACTAÇÃO

Não usar em gestantes ou lactantes. Há pouca informação sobre a segurança reprodutiva da calcitonina. Contudo, a calcitonina não atravessa a placenta. Foi demonstrado que a calcitonina inibe a lactação. O uso seguro durante a amamentação não foi estabelecido.

SUPERDOSAGEM

Náuseas e vômitos foram relatados após injeções acidentais de overdose. A sobredosagem crônica pode levar a hipocalcemia.

Interações medicamentosas

Lítio

O uso concomitante pode resultar na diminuição das concentrações e perda da eficácia do lítio.

Pamidronato

O uso combinado de pamidronato com calcitonina não é recomendado em medicina veterinária. Quando usados juntos em cães, os estudos não mostraram nenhum benefício e os resultados podem piorar.

Análogos de vitamina D ou produtos que contém cálcio

Podem interferir na eficácia da calcitonina.

Farmacologia

FARMACODINÂMICA

A calcitonina tem múltiplos efeitos fisiológicos. Ela age principalmente nos ossos, inibindo reabsorção óssea osteoclástica. Ao reduzir a reabsorção tubular do cálcio, fosfato, sódio, magnésio, potássio e cloreto, a calcitonina promove a excreção renal desses. A calcitonina também aumenta a secreção jejunal de água, sódio, potássio e cloreto (não cálcio).

FARMACOCINÉTICA

A calcitonina é destruída no intestino após administração oral e, portanto, deve ser administrada via parenteral. Nos seres humanos, o início do efeito após a administração intravenosa de salmão com calcitonina é imediato. Após administração IM ou SC, o efeito ocorre dentro de 15 minutos, com efeitos máximos ocorrendo em cerca de 4 horas. A duração da ação é de 6 a 12 horas após a injeção IM ou SC. Acredita-se que o fármaco  seja rapidamente metabolizado pelos rins e no sangue e tecidos periféricos.

MONITORAMENTO

Monitore o cálcio ionizado (se possível) no soro. O cálcio ionizado sérico medido diretamente é um melhor indicador da condição do cálcio do que o cálcio total, mas requer técnicas e analisadores de coleta específicos. Monitore também o fósforo, nitrogênio ureico e creatinina, além da hidratação.

Referências Bibliográficas

VIANA, F. A. B. Guia Terapêutico Veterinário. 3 ed. Minas Gerais: Editora CEM, 2014. 560 p. <https://consultaremedios.com.br/miacalcic-injetavel/p>. Acesso em 13 de abril de 2020. <https://www.plumbsveterinarydrugs.com/#!/monograph/lovF2aOuyJ/>. Acesso em 13 de abril de 2020.
Desenvolvido por logo-crowd