Imunoterapia no tratamento da dermatite alérgica à saliva da pulga (DASP) em cães – Revisão de literatura

14 de outubro de 2020

Immunotherapy in treatment of flea allergy dermatitis (FAD)

Carlos Eduardo Ambrósio,  Alessandra de Oliveira Pinheiro, Vanessa Junko Yamaguti Miada,  Erika Cardoso Brasil Ribeiro, Karla Lawrence Ramos , Daniele dos Santos Martins

Resumo

A dermatite alérgica à saliva da pulga (DASP) é uma doença de pele muito comum em cães e gatos que são sensibilizados às proteínas presentes na saliva do ectoparasita. Devido a grande importância desta afecção na Medicina Veterinária, esta revisão expõe as vantagens e desvantagens da substituição dos tratamentos convencionais da DASP pela imunoterapia, utilizando apenas os antígenos da saliva como:
compostos histamínicos, enzimas, polipeptídeos e aminoácidos, para a confecção de uma vacina capaz de proporcionar uma imunomodulação em animais que apresentam reação de hipersensibilidade à saliva inoculada durante a picada da pulga.

Palavras-chave

Prurido, alergia, saliva

Abstract

The flea allergy dermatitis (FAD) is a usual skin disease of dogs sensitized to flea saliva proteins. Due the big importance of this disease in Veterinary Medicine, the review aims to analyse the pros and cons of the substitution of conventional FAD treatments for immunotherapy using just saliva antigens as histamine compounds, enzymes, polypeptides and amino acids for the production of a vaccine responsible for the immunomodulation of animals that manifest hypersensitivity reaction to the saliva inoculated during the flea bite.

Keywords

Itching, allergy, saliva

Comentar este artigo

Você precisa estar logado para comentar os artigos.
Desenvolvido por logo-crowd