Canine leishmaniasis in the semi-arid region of Pernambuco, northeastern Brazil: epidemiology, factors associated with seropositivity and spatial analysis Leishmaniose visceral canina na região semiárida de Pernambuco, nordeste do Brasil: epidemiologia, fatores associados à soropositividade e análise espacial

9 de junho de 2020

Canine leishmaniasis in the semi-arid region of
Pernambuco, northeastern Brazil: epidemiology, factors
associated with seropositivity and spatial analysis
Leishmaniose visceral canina na região semiárida de Pernambuco,
nordeste do Brasil: epidemiologia, fatores associados à
soropositividade e análise espacial
Anna Maria da Cruz Ferreira Evaristo1; Anaiá da Paixão Sevá2; Glauber Meneses Barboza de Oliveira3;
Ivo Wesley Gomes da Silva1; Matheus Silva Ferreira1; Eline Almeida Rodrigues de Souza1;
José Alexandre Menezes Silva4; Sergio Santos Azevedo5; Mauricio Claudio Horta1* 

Abstract
This study aimed to determine the seroprevalence, factors associated with seropositivity to Leishmania infection
in dogs and spatial analysis in six municipalities in the semiarid region of Pernambuco, Brazil. Blood samples were
collected from 462 dogs, 77 in each municipality, and used for serological analysis [dual path platform (DPP) and
enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA)]. Clinical signs of dogs were evaluated and associated factors for
Leishmania infection were analyzed using robust Poisson regression model. A seroprevalence of 42.8% (198/462,
IC: 95% = 38.6%-47.6%) was detected in dogs that tested positive in both tests, ranging from 29.8% to 55.8%, with
higher prevalence in the municipality of Cabrobó (55.8%; P = 0.006). About 67% (132/198) of the seropositive dogs
showed one or more clinical signs suggestive of canine leishmaniasis (CanL), such as lymphadenomegaly, skin
lesions and conjunctivitis, which were associated with seropositivity. High seroprevalence levels were identified
in urban and rural areas in all the municipalities, and the buffer for sand flies around cases covered almost these
entire areas. Spatial analysis revealed a significant cluster, showing a relative risk of 1.88 in the urban area of
Cabrobó. The higher density of seropositive dogs in urban areas indicates the need effective control measures
against CanL to prevent the emergence of canine and human diseases.
Keywords: Leishmania, diagnosis, serology, dogs, geoprocessing.
Resumo
Este estudo objetivou determinar a soroprevalência, fatores associados com a soropositividade da infecção por
Leishmania em cães e análise espacial em seis municípios do semiárido de Pernambuco. Amostras de sangue foram
coletadas de 462 cães, 77 em cada município, e utilizadas para análise sorológica [teste rápido imunocromatográfico
(DPP) e ensaio de imunoabsorção enzimática (ELISA)]. Os sinais clínicos dos cães foram avaliados, e os fatores
associados à infecção por Leishmania foram analisados, usando-se modelo robusto de regressão de Poisson. Foi
detectada uma soroprevalência de 42,8% (198/462, IC: 95% = 38,6%-47,6%) em cães com resultados positivos
em ambos os testes, variando de 29,8% a 55,8%, com maior prevalência no município de Cabrobó (55,8%; P =
0,006). Cerca de 67% (132/198) dos cães apresentaram um ou mais sinais clínicos sugestivos de CanL, como
linfadenomegalia, lesões de pele e conjuntivite, os quais foram associados à soropositividade. Altos níveis de
soroprevalência foram identificados nas áreas urbanas e rurais de todos os municípios, e os buffers da área de vôo do flebotomíneo em torno dos casos cobriam quase todas as áreas dos municípios. A análise espacial revelou
um cluster significativo, mostrando um risco relativo de 1,88 na área urbana de Cabrobó. A maior densidade
de casos em áreas urbanas indica a necessidade de medidas efetivas de controle contra o CanL, para evitar o
surgimento da doença canina e humana.
Palavras-chave: Leishmania, diagnóstico, sorologia, cães, geoprocessamento.

Comentar este artigo

Você precisa estar logado para comentar os artigos.
Desenvolvido por logo-crowd