O OLFATO DOS CÃES – nosso grande aliado!

25 de agosto de 2020

Sabemos que os cães possuem um olfato extremamente aguçado quando comparados a outros animais e aos seres humanos. Mas você sabe como esse olfato tem ajudado humanos a lidarem com doenças difíceis? 

Com até 300 milhões de receptores olfativos, contra os 5 milhões encontradas nos humanos, o olfato do cão pode detectar e diferenciar algumas moléculas de odor dentre trilhões delas. É esse “super olfato” que vem ajudando pessoas a lidarem com suas doenças e médicos a diagnosticarem alterações impossíveis de serem percebidas por exames normais. 

EPILEPSIA 

Aproximadamente 50 milhões de pessoas em todo o mundo têm epilepsia, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, e muitas delas podem ter episódios convulsivos enquanto estão sozinhas, ou dirigindo, operando máquinas etc; o que significa um sério risco em suas vidas. 

Os cães podem pressentir ataques epilépticos até 45 minutos antes que eles ocorram, pois tem a capacidade de sentir o cheiro de algumas moléculas que o paciente libera antes da convulsão. 

DIABETES 

https://www.sciencedaily.com/releases/2016/06/160627125136.htm

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Cambridge, uma substância química chamada “isopreno”, encontrada em nosso hálito,  tem seus níveis aumentados  na presença de  acentuada hipoglicemia. Os cães podem ser sensíveis à presença de isopreno, identificando-o,  e se treinados podem dar um alerta a seus donos sobre níveis perigosamente baixos de açúcar no sangue.

NEOPLASIAS 

Outros estudos, demonstraram que os cães são capazes de detectar câncer em amostras de sangue e de saliva com quase 97% de precisão.

Geralmente os testes são feitos através de reforço positivo, onde os cães cheiram latas de metal contendo máscaras que foram usadas por voluntários com neoplasia e sem neoplasias. Se o câncer é detectado, os cães se sentam em frente a essa lata. O teste então é repetido para confirmação, com outro grupo de cães treinados em tipos específicos de tumores. Atualmente, existem pesquisas com detecção de neoplasia mamária, pulmonar, próstata, colorretal e melanoma.

COVID -19 

Devido à   pandemia, várias pesquisas estão sendo conduzidas relacionadas ao diagnóstico e a terapêutica da doença, e por esta razão, a Associação Britânica – “Medical Detection Dogs” (Cães de Detecção Médica) iniciou um trabalho para os animais detectarem pacientes que estariam infectados com o novo coronavírus (SARS-Cov-2). O estudo empregou meias de náilon de pacientes impregnadas com seus odores corporais, além de máscaras faciais, enviadas por cerca de 3.200 funcionários do Serviço de Saúde Nacional (NHS) do Reino Unido, que usaram as máscaras por um período e devolveram ao laboratório para análise. Os testes ainda não foram concluídos, mas se a pesquisa for bem-sucedida, os cães detectores COVID-19 poderão ser utilizados em locais públicos, como aeroportos e eventos esportivos. Uma vez treinados, esses cães podem rastrear até 250 pessoas por hora, de acordo com a Medical Detection Dogs association. 

https://www.medicaldetectiondogs.org.uk/how-will-covid-19-detection-dogs-be-able-to-help/

Um outro estudo realizado na Faculdade de Medicina Veterinária de Hannover, e pelas Forças Armadas alemãs, descobriu que, caso sejam treinados, os cães também podem identificar a diferença entre amostras de saliva humana infectadas pelo coronavírus e amostras não infectadas. Isso com uma taxa estimada em 94% de acerto. Mais de 1000 amostras aleatórias foram utilizadas, e os cães alcançaram uma taxa média geral de detecção de 94% (± 3,4%) com mais de 157 indicações corretas de positivo e mais de 700 rejeições corretas de negativas.

O estudo foi publicado na revista BMC Infectious Diseases: Jendrny, P., Schulz, C., Twele, F. et al. Scent dog identification of samples from COVID-19 patients – a pilot study. BMC Infect Dis 20, 536 (2020) https://doi.org/10.1186/s12879-020-05281-3 

Além de excelentes benfeitores no que se refere à companhia dos humanos, os cães também podem desempenhar importantes papéis na saúde e bem-estar de seus tutores e da população em geral, tendo habilidades que por vezes superam os recursos médicos atualmente disponíveis. Certamente outras capacidades ainda serão descobertas e desenvolvidas,  auxiliando na saúde e bem estar de humanos e animais.

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd
Bitnami