Notificação compulsória de casos de esporotricose felina e canina atendidos em São Paulo

1 de dezembro de 2020

A esporotricose é uma micose subcutânea de caráter endêmico no Brasil, causada pelo fungo Sporothrix braziliensis. É transmitida principalmente pelo gato e atualmente considerada a principal dermatozoonose, já relatada em todo território nacional, sendo o Brasil o país que tem a maior casuística de esporotricose felina no mundo.

Na Argentina também já foram relatados casos de infecção pelo Sporothrix brasiliensis em felinos e humanos o que pode sugerir a ocorrência deste fungo em outros países da América Latina.

Diante do aumento do número de casos e da expansão geográfica da esporotricose animal e humana, torna-se obrigatória a notificação de infecções esporotricóticas em animais atendidos na cidade de São Paulo a partir de 1 de dezembro de 2020, conforme Processo 6018/2020 publicado no Diário Oficial http://www.docidadesp.imprensaoficial.com.br/NavegaEdicao.aspx?ClipID=c8c60755bcd70e3a37f8a46ceb2b571b&PalavraChave=esporotricose

O Formulário para notificação de casos de esporotricose na cidade de São Paulo está disponível na seção de Artigos do Vetsapiens.

O material para diagnóstico deve ser encaminhado ao Centro de Controle de Zoonoses, Rua Santa Eulália, 86 – Santana, juntamente com a ficha de notificação para o Núcleo de Vigilância, sala 7, de segunda a sexta , das 8:00 às 16:00h e após esse horário e aos finais de semana e feriados na Praça de Atendimento.

Informações e casos em felinos encaminhar email para: [email protected]

Como leitura adicional sugerimos as últimas diretrizes brasileiras que estão na seção de artigos do Vetsapiens: https://vetsapiens.com/artigos/guideline-for-the-management-of-feline-sporotrichosis-caused-by-sporothrix-brasiliensis-and-literature-revision

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd