Macak: O gato preto que “eletrizou” Tesla

24 de junho de 2020
noticia tesla black cat

Eternos parceiros da Humanidade, os gatos são testemunhas mais ou menos silenciosas do trabalho de escritores, artistas plásticos e cientistas. Mas para Nikola Tesla, o gato Macak parece ter sido mesmo o grande inspirador das suas descobertas na área da Eletricidade.

um canto remoto do Império Austro-Húngaro (Smiljan, hoje no território da Croácia), mas bem longe dos esplendores de Viena, um rapaz de 12 anos de uma família Sérvia brinca com o seu gato. Nicola e Macak (termo que também designa um gato macho em servo-croata) são inseparáveis, dois companheiros de brincadeiras que se adotaram mutuamente com a dedicação total que, nos humanos, só se conhece nesses anos que precedem imediatamente o tumulto da adolescência.

Um dia, ao final da tarde, sob a luz particular do crepúsculo, Nikola vê o negro pêlo de Macak iluminar-se: “Ao longo das costas e da cauda de Macak havia uma corrente de luz e ao tocá-la a minha mão produziu uma série de faíscas, cujos estalidos foram ouvidos por toda a casa“, relataria ele muitos anos depois, já um cientista mundialmente famoso. Alarmada, a mãe do rapaz entrou no quarto e sentenciou: “Este animal ainda incendeia a casa.”

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd
Bitnami