Instituto de Veterinária deverá triplicar realização de testes em junho

6 de maio de 2020
Noticia Instituto de Veterinária devera

15:19 – 04/05/20 POR NOTÍCIAS AO MINUTO 

PAÍS COVID-19

O laboratório do Estado ainda irá contribuir para “o conhecimento sobre o agente causador da doença Covid-19”.

OMinistério da Agricultura, através do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), e em articulação com o Ministério da Saúde, através do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), “reforçou a capacidade de resposta laboratorial ao combate à pandemia da Covid-19″.

Em comunicado, o Ministério da Agricultura revelou que como previsto, os laboratórios do INIAV vão permitir a realização de “400 a 500 testes por dia”.

“O INIAV encontra-se em fase de aquisição de mais equipamento (robots de extração de ácidos nucleicos e equipamentos de PCR em tempo real) e a sua capacidade de resposta deverá ser triplicada já no mês de junho“, adiantou a ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, que visitou esta segunda-feira, o laboratório de virologia do referido instituto, juntamente com a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho.

Ainda de acordo com a governante, para além da realização de testes de despistagem para a Covid-19, “o INIAV irá também passar pela validação de kits comerciais para o diagnóstico do SARSCoV-2, que serão, posteriormente, introduzidos no mercado português”.

Mais, o laboratório disponibilizará também nas suas instalações de “um sequenciador para complementar os estudos do INSA de sequenciação genómica do SARSCov-2″, contribuindo assim para aprofundar “o conhecimento sobre o agente causador da doença Covid-19″.

Por fim, Maria do Céu Albuquerque referiu ainda que este reforço do INIAV servirá também “para fazer face a outras situações, cada vez mais frequentes, e que decorrem também das alterações climáticas, assim como as doenças transmitidas pelos animias (as chamadas zoonoses), que são cada vez mais frequentes”.

“Esta capacidade do INIAV vai permitir, num conceito de ‘uma só saúde’, não só para a saúde animal, mas também com questões ligadas à fitossanidade, que o país esteja cada vez mais bem preparado”, acrescentou.

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd
Bitnami