Falso veterinário que amputou patas de cadela e causou morte do animal é indiciado em Macapá

6 de outubro de 2021

Homem, que na verdade era auxiliar em clínica pet, teria realizado cirurgia na própria casa e cauterizado vasos sanguíneos do animal com ferro de solda.

Por Victor Vidigal, g1 AP — Macapá

Um idoso de 71 anos que se passou por médico veterinário em Macapá foi indiciado pela Polícia Civil do Amapá pelos crimes de maus-tratos e exercício ilegal da profissão. A investigação apontou que ele teria amputado duas patas do lado direito de uma cadela sem as técnicas adequadas, causando a morte do animal.

O crime aconteceu em 18 de setembro, na casa do suspeito, no bairro Novo Horizonte, na Zona Norte da capital. Foi descoberto que o homem era auxiliar em veterinária e não tinha licença profissional para realização do procedimento cirúrgico.

De acordo com a Delegacia Especializada em Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), a cadela estava sendo cuidada pelos moradores do bairro após ter sido atropelada dias antes. O animal não tinha tutor nem raça definida.

A delegada Lívia Pontes, titular da Dema, também detalhou que além de amputar as patas da cadela, o falso médico veterinário teria cauterizado os vasos sanguíneos do animal com um ferro de solda.

A cadela chegou a ser internada em uma clínica veterinária após o procedimento, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no mesmo dia.

“Durante o atendimento esse suposto veterinário amputou indevidamente duas patas do animal provocando graves lesões. O animal chegou a ser socorrido e levado a uma clínica veterinária de Macapá. No entanto, não resistiu e acabou indo a óbito”, disse.

O inquérito policial foi concluído na quarta-feira (29). As penas para os crimes que o acusado foi indiciado variam de 2 a 5 anos de prisão. O nome dele não foi informado pela Dema.

Fonte:https://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2021/10/01/falso-veterinario-que-amputou-patas-de-cadela-e-causou-morte-do-animal-e-indiciado-em-macapa.ghtml

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd