Falsa veterinária é presa em flagrante por maus-tratos a cães e gatos em Salvador

26 de outubro de 2020

Uma estudante de Medicina Veterinária, acusada de cometer maus-tratos contra animais, foi presa em flagrante nessa quinta-feira (22), em Salvador. Zuelia Cordeiro Lopes exercia a profissão ilegalmente.

A prisão ocorreu em uma ação conjunta do Conselho Regional de Medicina Veterinária da Bahia (CRMV-BA), Brigada K9 do Corpo de Bombeiros Voluntários, Polícia Civil e Polícia Militar. As equipes a encontraram em um imóvel, no bairro de São Cristóvão. No local, foram encontrados mais de 100 animais em condições insalubres.

 

De acordo com o CRMV, muitos deles foram “sequestrados” por Zuelia, que os recebia e não devolvia aos tutores. Antes de ser detida, ela foi ouvida pela delegada Marley Reis de Oliveira, na Central de Flagrantes da Polícia Civil, situada na região do Iguatemi.

 

O conselho conta que as investigações contra a estudante tiveram início há quatro meses, quando a Brigada K9 e o Disque Denúncias da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) receberam as primeiras denúncias. Ela cobrava valores que iam de R$ 100 até R$ 2.000 para realizar procedimentos, atendimentos clínicos e intervenções cirúrgicas em cães e gatos. “Iniciamos as investigações, reunimos provas e documentos comprobatórios das irregularidades e dos crimes cometidos e nos asseguramos que conseguiríamos lavrar o flagrante”, explica o comandante Emerson França, da Brigada K9, que coordenou a ação.

Foto: Divulgação/ CRMV-BA

 

A médica-veterinária Manuela Solcá, membro da comissão de bem-estar animal do CRMV-BA, acompanhou a operação. Ela relatou que, além dos maus-tratos e toda a precariedade que envolve o bem-estar animal, alguns animais apresentam indícios de leishmaniose e esporotricose, doenças zoonóticas que podem ser transmitidas para pessoas.

 

“Tinha tanto cães como gatos, filhotes e adultos, alguns desnutridos e doentes. Alguns estavam presos e outros em caixas e gaiolas. Também encontramos animais no soro e outros que pareciam ter acabado de ser operados”, destacou. Os mais debilitados ou aqueles que passaram por cirurgias foram resgatados pela brigada e encaminhados para acompanhamento médico-veterinário. Ficou por conta da polícia a tarefa de acionar os tutores dos cães e gatos “sequestrados” para que façam o resgate. Os demais deverão ser encaminhados para abrigos e adoção.

 

De acordo com o procurador jurídico do CRMV-BA, Thiago Mattos, com o auto de flagrante emitido, uma audiência de custódia deve ser marcada para que Zuelia seja ouvida. Ele aponta que a legislação em vigor estabelece reclusão de dois a cinco anos, além de multa e proibição de guarda para quem praticar abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais.

Fonte:https://www.bahianoticias.com.br/noticia/253748-falsa-veterinaria-e-presa-em-flagrante-por-maus-tratos-a-caes-e-gatos-em-salvador.html?utm_source=principal&utm_medium=link&utm_campaign=destaques

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd