Entenda por que os ouvidos dos cães são tão melhores que os dos humanos

7 de novembro de 2020

Os cães têm ouvidos muito melhores do que os humanos. Mas, você sabe o motivo disso? Eles podem ouvir sons em uma faixa muito mais ampla de frequências (tons baixos a tons altos) e podem ouvir sons de uma distância maior do que nós.

Mas, eles não são a única espécie com audição extraordinária. Gambás, gatos e até ursos têm habilidades parecidas. Você sabia que um urso polar pode sentir o cheiro de uma foca a cerca de 32 quilômetros de distância? Os sentidos dos animais são realmente extraordinários.

Quando um cachorro está cochilando e de repente levanta as orelhas e pula de pé, latindo, ele provavelmente está respondendo a um som. Esse som pode ser bem-vindo e familiar, como o carro da família chegando em casa, a voz de um ente querido, e também pode ser misterioso e possivelmente ameaçador, como um estranho na porta ou uma sirene.

Como eles ouvem coisas que nós não ouvimos?

A orelha de um cachorro é uma parte complicada da anatomia canina. Eles podem mover seus ouvidos em diferentes direções, portanto, o som desce até o tímpano. Observe seu cão erguer a orelha quando ouve um som pela primeira vez e, em seguida, girar as duas orelhas para capturar as ondas sonoras.

Sabendo disso, considere o seguinte: as orelhas de um cachorro devem ser grandes e flexíveis, para proteger o canal auditivo. Mesmo assim, muitos proprietários cortam as orelhas de seus cães, como parte de um critério de “adequação”.

Sim, as exposições de cães e os criadores têm uma longa história de fazer isso com raças específicas, mas não há nenhuma boa razão para cortar as orelhas ou o rabo de um cachorro. Faça um favor ao seu cachorro: deixe as orelhas deles em paz.

O post Entenda por que os ouvidos dos cães são tão melhores que os dos humanos apareceu primeiro em Pet é pop.

Fonte: https://www.msn.com/pt-br/saude/other/entenda-por-que-os-ouvidos-dos-c%C3%A3es-s%C3%A3o-t%C3%A3o-melhores-que-os-dos-humanos/ar-BB1aLypq?li=AAavKSZ

 

 

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd