Coreia do Norte obriga donos a darem cães devido à escassez de alimentos

18 de agosto de 2020
Noticia-Coreia do norte

Medida do líder Kim Jong-un tem como objetivo “apaziguar” o descontentamento público no meio de uma crise econômica.

Coreia do Norte está obrigando os habitantes a entregar os cães às autoridades devido à “escassez de alimentos” no país. Conta a Sky News que os populares estão preocupados com a possibilidade de o governo vender os animais a restaurantes que tenham carne de cão no menu.

Além disso, o líder da Coreia do Norte acredita que ter cães como animais de estimação é “um símbolo da decadência capitalista” e por isso estes devem ser confiscados aos donos.

Kim proibiu a posse de animais de estimação em julho, defendendo que esta é uma “tendência manchada pela ideologia burguesa”, revelou o jornal sul-coreano Chosun Ilbo.

“As autoridades identificaram todas as famílias com cães e estão agora a forçálos a entregar os animais ou então confiscam-nos à força”, descreveu uma fonte.

De acordo com a mesma publicação, alguns dos animais estão a ser enviados para jardins zoológicos do estado e outros estão sendo vendidos a restaurantes que vendem carne de cão.

Recorde-se que a carne de cão é popular na China e na Coreia, embora o seu consumo esteja bastante reduzido na Coreia do Sul.

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd
Bitnami