Avaliação de gatos com trauma veicular

7 de março de 2021

Amanda Abelson, DVM, DACVAA, DACVECC, Cummings School of Veterinary Medicine na Universidade Tufts

MEDICINA DE EMERGÊNCIA E CUIDADOS CRÍTICOS

Gatos são comumente apresentados devido a trauma veicular. Uma avaliação rápida é necessária para fornecer terapia de emergência adequada e prognóstico preciso. O escore de triagem de trauma animal (TTA) pode ser usado para caracterizar a gravidade da doença e ajudar a prever o desfecho após injúria traumática. O escore TTA é calculado com base em anormalidades no exame físico em 6 categorias: perfusão, cardíaca, respiratória, esquelética, neurológica e ocular. O escore total de TTA varia de 0 a 18, com valores mais elevados que significam maior gravidade do trauma, podendo ser realizado por um médico experiente ou enfermeiro veterinário. A pontuação TTA foi validada em cães e gatos para demonstrar que para cada aumento de 1 ponto, a sobrevida diminui de 2,3 para 2,6 vezes; em cães, um escore TTA de ≥5 tem sido associado com 83% de sensibilidade e 91% de especificidade prevendo óbito.

Num estudo retrospectivo investigou-se  a existencia de uma correlação entre ATT e alterações clinico patológicas em gatos apresentados após trauma veicular. O estudo incluiu 75 gatos divididos em 2 grupos: gatos com pontuação TTA ≥5 (n = 45) e gatos com pontuação TTA <5 (n = 30). Diferenças nos exames laboratoriais sanguíneos de ponto de atendimento de emergência (incluindo hematócrito, proteína total, glicose, pH de sangue venoso, bicarbonato de plasma, excesso de base, pressão parcial venosa de dióxido de carbono, lactato plasmáticos, sódio, potássio, cloreto, cálcio ionizado, magnésio ionizado, BUN e creatinina), pressão arterial  por doppler e resultado do tratamento foram avaliados. Gatos com pontuação TTA ≥5 apresentaram vamores menores de: hematócrito, concentração total de proteína plasmática, pH de sangue venoso, valores de excesso de base, concentrações de bicarbonato de plasma e valores de pressão arterial doppler, bem como valores mais elevados de glicose e lactato sanguineos. Esse grupo também apresentou maior taxa de mortalidade (57,8%) em comparação com o segundo grupo (10%).

Este estudo mostrou que o escore TTA e o exame de sangue de ponto de atendimento de emergência podem ser usados para identificar gatos com lesões mais graves no momento da apresentação. Isso pode ajudar a fornecer terapia adequada e determinar o prognóstico.


… AOS SEUS PACIENTES

Pérolas-chave para colocar em prática:

1

A pontuação TTA foi validada em cães e gatos, é tipicamente fácil de determinar porque é baseada em achados de exame físico, e pode ser útil na determinação do prognóstico.

2

Gatos com pontuação TTA ≥5 frequentemente têm as seguintes alterações clinicopatológicas em comparação com gatos que têm um escore TTA<5: hematócrito, níveis totais de proteína, pH sanguíneo, concentração de bicarbonato de plasma, valores de excesso de base e valores de pressão arterial Doppler mais baixos, bem como valores mais altos de glicemia e lactato sanguíneo.

3

Os gatos apresentados após o trauma veicular e que tenham pontuação TTA≥5, ou as alterações no exame de sangue listadas diretamente acima, devem ser suspeitos de ter lesão traumática significativa.

Fonte: Assessing Cats with Vehicular Trauma | Clinician’s Brief

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd