As raças de cachorro mais antigas do mundo

18 de junho de 2020
Noticia- raças mais proximas ao lobo

As raças de cachorro mais antigas do mundo

O estudo realizado pela Parker et al, 2004, que visava traçar a estrutura genética do cão doméstico de raça pura, identificou 14 raças que mostraram o menor número de diferenças genéticas com os lobos. O resultado foi obtido através de testes avançados de DNA. Conheça 9 raças de cachorro mais antigas!

Para realizar a pesquisa, a equipe revisou marcadores moleculares em 85 diferentes raças de cães.

Uma surpresa ficou com Elkhound, Podengo Ibicenco e o Pharaoh Hound. Pois antes eram consideradas raças caninas antigas. Mas na verdade são reproduções recriadas nos últimos tempos por combinações de outras raças.

Há também 5 pares de raças muito próximas entre si: Malamute do Alasca e o Husky Siberiano, Collie e Shetland Sheepdog, Greyhound e Whippet, Boiadeiro Bernês e Grande Boiadeiro Suíço e o Bulmastife e Mastife.

Das raças que se destacaram, as mais conhecidas pelos brasileiros são Basenji, Chow Chow, Shar-Pei, Akita e Husky Siberiano.

Como há 400 raças de cachorro conhecidas no mundo, é provável que o resultado fosse ainda maior caso a análise abrangesse mais raças.

Raças de cachorro mais antigas

1 – Basenji

basenji

Foto: Pixabay

Basenjis são frequentemente citados como sendo uma das raças de cachorro mais antigas do mundo e acredita-se ser o cão de caça retratado em pinturas rupestres encontradas na Líbia que remontam a cerca de 6.000 aC.

A raça é mais conhecida por ser “sem latido”. E, embora seja verdade que eles não emitem um som típico de latido, os Basenjis são capazes de rosnar, gemer e gritar.

Os basenjis são curiosos, altamente energéticos e exigem muito exercício, pois um basenji inativo geralmente é destrutivo.

Eles são cães altamente ativos que gostam de escalar. Eles também não têm problema em passar por cima de uma cerca de arame.

2 – Saluki

raças de cachorro mais antigas

Foto: Pixabay

Através de evidências de DNA, os Salukis são uma das 9 raças que demonstram ser as menos divergentes dos lobos.

De fato, a raça é reconhecida pelo Guinness Book of World Records como uma das raças de cachorro mais antigas. Pois remonta ao Egito antigo por volta de 329 aC.

Os salukis são sighthounds que normalmente eram usados ​​por tribos nômades para caçar. Eles foram criados por sua velocidade, força, e resistência.

Os Salukis modernos ainda mantêm muitas dessas características. São conhecidos por perseguir esquilos, cabras, lontras, raposas, guaxinins, cobras e veados.

3 – Chow Chow

chow chow

Foto: Freepik

Acredita-se que o Chow Chow tenha se originado na parte fria do norte da China. Um baixo-relevo recentemente descoberto, datado da Dinastia Han (por volta de 150 – 200 aC), retrata um cão de caça com aparência semelhante ao Chow Chow.

Em seu país de origem, os Chow Chows são chamados Songshi Quan, que significa “cachorro-leão inchado”.

A raça é conhecida pela língua azul-preta, que se estende até os lábios, tornando-a a única raça em que a cor preta-azulada está presente nos lábios e na cavidade oral.

Embora o Chow Chow tenha uma reputação de ser agressivo com as pessoas, a socialização precoce e frequente fará dele um cão que é leal e bem comportado.

Chow Chow é uma raça popular e muitas pessoas famosas os mantiveram como animais de estimação, incluindo Sigmund Freud, Elvis Presley, Martha Stewart e Calvin Coolidge

4 – Shar-Pei

shar pei

Foto: Freepik

O chinês Shar Pei, que é frequentemente reconhecido por suas dobras e rugas da pele, é uma raça antiga retratada pela primeira vez em estatuetas de argila chinesa que datam de cerca de 206 aC.

O nome da raça se traduz em “pele de areia” em referência às características dos cães.

O Shar Pei foi desenvolvido para caçar javalis, proteger o gado dos predadores e proteger a casa de seu mestre.

Os Shar Pei tendem a ser cães independentes. Sendo assim, são ótimos companheiros para pessoas solteiras ou famílias com crianças mais velhas.

5 – Akita

Akita

Foto: Pixabay

A data exata de origem do Akita Inu é desconhecida, no entanto, descobertas arqueológicas sugerem que um cão chamado Matagi-Inu, que se acredita ser o ancestral do Akita, existiu entre 8.000 aC e 200 aC.

A raça é conhecida por ser leal, carinhosa e inteligente.

Embora não sejam cães de guarda, os Akitas são excelentes cães de guarda. Além disso, frequentemente afirmam seu domínio contra outros cães.

Em 1937, Helen Keller, foi presenteada com as duas primeiras Akitas a entrar nos EUA. Hoje existem duas raças distintas de Akitas, a japonesa e a americana.

Hachiko, conhecido por esperar por seu mestre, mesmo depois que ele faleceu, todos os dias na estação de trem Shibuya. A história de Hachiko e sua estátua de bronze, erguida em 1934, pouco antes da morte do cão, tornaram a raça popular internacionalmente.

6 – Malamute do Alasca

malamute do alaska

Foto: Freepik

Malamute do Alasca é a maior e mais antiga das raças de cães de trenó do Ártico, criada pela tribo Mahlemut, pela qual a raça recebeu esse nome, entre 2000 e 3000 anos atrás. Sendo assim, é uma das raças de cachorro mais antigas!

Os malamutes são incrivelmente fortes e foram usados ​​pelo Mahlemut para caçar caça grande e puxar trenós carregados com equipamentos.

A raça ainda é usada hoje como cães de trenó para viajar, transportar mercadorias, mover objetos grandes ou trenós ou trenós recreativos.

Os Malamutes do Alasca têm uma natureza amável e amam as pessoas, o que os torna excelentes cães para as famílias.

Os modernos Malamutes do Alasca têm uma alta presa e caçam animais menores, como coelhos, esquilos e gatos

8 – Husky Siberiano

evitar que o cão seja roubado

Foto: Freepik

Os Huskies Siberianos acompanharam a tribo Chukchi, o grupo de pessoas que habitavam o território frio onde hoje está a Sibéria (que ainda é bastante fria).

Em princípio, eles são usados ​​como cães de trabalho e cães de guarda. Eles pastavam, puxavam os trenós de seus donos e protegiam o território dos invasores.

A força inerente ao Husky Siberiano é explicada por suas origens. Nas condições extremas deste território russo, apenas os cães mais resistentes e adaptáveis ​​sobreviveram.

Foi precisamente graças à dedicação e habilidade desses cães que os habitantes indígenas desta terra fria e inóspita puderam sobreviver. Isso é tanto em termos de clima quanto de natureza selvagem.

9 – Samoieda

Filhote branco da raça Samoieda representa cães no verão

Foto: Freepik

Os samoiedos foram originalmente usados ​​para caçar, pastorear renas e puxar trenós para o povo samoyede do noroeste da Sibéria, onde é a origem da raça.

Embora as origens da raça não possam ser exatamente datadas, há evidências de que a tribo Samoyede migrou para o Ártico da Ásia Central pelo menos mil anos antes do cristianismo.

Os cães foram trazidos para a Inglaterra pela primeira vez em 1800 e um foi dado à rainha Alexandra, que promoveu a raça extensivamente.

Hoje, os samoiedos são vistos como cães inteligentes, brincalhões e leais que são ótimos animais de estimação para a família.

Raças de cachorro mais antigas próximas do lobo

Usando a análise filogenética, quatro tipos de grupos genéticos caninos foram identificados com base na origem geográfica, morfologia (forma) ou função na atividade humana (como cães de trabalho, cães esportivos, etc)

Assim, os gráficos abaixo mostram as 85 raças de cães em teste e sua associação com os quatro grupos genéticos, representados por cores. O  comprimento do segmento da cor indica o quanto a raça pertence a determinado grupo. Cães com proporções de cor semelhantes são geneticamente mais próximos.

43 raças de cães mais próximas do lobo mais à esquerda (amarelo). O lobo seria uma coluna amarela em linha reta.

 

Foto: Reprodução

 

42 raças de cães (à esquerda do gráfico a seguir junta-se à direita do gráfico acima) mais distantes do lobo.

 

Foto: Reprodução

Fontes: Dogwalkersmelbourne e Discovery.

Fonte: https://www.portaldodog.com.br/cachorros/curiosidades/as-racas-de-cachorro-mais-antigas-do-mundo/

por Rodrigo Amar — publicado em 05 jun 2020

Comentar esta notícia

Você precisa estar logado para comentar as notícias.
Desenvolvido por logo-crowd
Bitnami