Uma rápida revisão sobre evidências de infecção de cães e gatos com coronavírus humanos – SARS, MERS e COVID-19 e as evidências relacionadas ao potencial de cães e gatos servirem como fômites.

24 de março de 2020

Este artigo foi escrito pelos seguintes pesquisadores:

Dra. Annette O'Connor, da Faculdade de Medicina Veterinária - Michigan State University
Dr. Jan Sargeant, Faculdade de Veterinária de Ontário, Universidade de Guelph.
Foi atualizado no último sábado - 21 de março de 2020 às 17:50 (consulte a página 2 para alterações)

Esta é uma rápida revisão que foi realizada para ajudar a responder duas perguntas de interesse dos veterinários relacionados ao COVID-19. Foram também analisadas através das evidências disponíveis,  outros coronavírus corona humanos como o  SARS e o MERS.
As perguntas que este artigo ajuda responder são as seguintes:

Questão 1:
“Qual é a evidência de que cães ou gatos podem ser infectados com os coronavírus humanos, como   SARS, MERS e o COVID-19? ”

Questão 2:
“Qual é a evidência de que cães ou gatos podem atuar como fômites  na disseminação dos coronavirus humanos como o SARS, MERS e o COVID-19? ”

Boa leitura!

Podem também acessar através deste link: http://www.syreaf.org/wp-content/uploads/2020/03/Rapid-Review-of-pets-as-fomites_3.pdf

Comentar este artigo

Você precisa estar logado para comentar os artigos.
Desenvolvido por logo-crowd