Primeiro relato de dirofilariose canina (Dirofilaria immitis) em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil.

22 de outubro de 2020

First canine dirofilariosis report (Dirofilaria immitis) in Campo Grande,
Mato Grosso do Sul, Brazil

Rodrigo Leite Soares, Polliana Alves Franco, Kallyna Flavia Monfort da Silva Orti, Angélica Oliveira da Silva, Mateus Lotério Coelho, Carlos Alberto do Nascimento Ramos

Resumo

A dirofilariose é uma zoonose emergente de ampla distribuição mundial. No Brasil, é causada pelo nematódeo, Dirofilaria immitis, e transmitida por diferentes espécies de mosquitos culicídeos. O presente trabalho teve por objetivo relatar o primeiro caso de dirofilariose canina no município de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. No dia 6 de setembro de 2018, um canino, fêmea, poodle, de 14 anos de idade, com histórico de viagem para região litorânea, foi atendido em uma clínica veterinária particular de Campo Grande, apresentando hipertensão arterial e eosinofilia. O animal foi medicado com dipirona e anlodipino para controle da hipertensão arterial e, após nove dias,
retornou com piora do quadro clínico (êmese, melena, taquicardia, taquipneia). Exames laboratoriais complementares foram solicitados, observando-se alterações cardíacas, hepáticas, renais e pancreáticas, além da presença de microfilárias, identificadas morfologicamente e confirmada como D. immitis por teste sorológico e molecular. O animal foi internado, mas veio a óbito no quinto dia após internação. O
fato de o animal possuir relato de viagem para região litorânea, sem realização de tratamento profilático, caracteriza o caso como alóctone de dirofilariose na região.

Palavras-chave:

Microfilária, Verme do coração, Cão

Abstract

Dirofilariosis is an emerging zoonosis with a wide distribution worldwide. In Brazil, it is caused by the nematode, Dirofilaria immitis, and transmitted by different species of culicide mosquitoes. The present work aimed to report the first case of canine dirofilariasis in the municipality of Campo Grande, Mato Grosso do Sul. On September 6, 2018, a 14-year-old female canine poodle with a history of traveling to the coastal region was seen at a private veterinary clinic in Campo Grande, with hypertension and eosinophilia. The animal was medicated with dipyrone and anlodipine for control of the hypertension and, after nine days, it returned with worsening of the clinical picture (êmese, melena, tacquicardia, tacquipnea). Complementary laboratory tests were requested, observing cardiac, hepatic, renal and pancreatic alterations, besides the presence of microfilaria, morphologically identified and confirmed as D. immitis by serological and molecular tests. The animal was hospitalized, but died on the fifth day after hospitalization. The fact that the animal has a report of a trip to the coastal
region, without prophylactic treatment, characterizes the case as an allochthonous of dirofilariasis in the region.

Keywords

Microfilaria, Heartworm, Dog

Comentar este artigo

Você precisa estar logado para comentar os artigos.
Desenvolvido por logo-crowd