Ocorrência de anticorpos contra Leptospira spp. em cães de abrigo

30 de junho de 2020

Título:

Occurrence of antibodies against Leptospira spp. in shelter dogs

Autores:

Aleandro Ferreira de Moraes, Catherine Biondo Feitosa, Cassia Moreira Santos, Gisele Oliveira de Souza, Marcos Bryan Heinemann, Kleber da Cunha Peixoto Júnior, Amane Paldês Gonçales

Resumo:

O presente estudo teve como objetivo investigar a ocorrência de anticorpos anti-Leptospira em cães
mantidos em um abrigo público de animais na cidade de Barbacena, Sudeste do Brasil. Todas as
amostras foram analisadas pelo teste de Soroaglutinação Microscópica (SAM), incluindo um painel
de 24 sorovares representando 21 sorogrupos, as amostras com título ≥ 100 foram definidas como
sororeativas. De um total de 172 cães testados, 23 (13,44%) foram sororreagentes com títulos de
anticorpos variando de 100 a 1600. Leptospira interrogans sorovar Canicola (30,4%) (sorogrupo
Canicola) foi o sorovar mais frequente, seguido por Pyrogenes (17,4%) (sorogrupo Pyrogenes) e
Hebdomadis (13%) (sorogrupo Hebdomadis). Os resultados sorológicos indicam que os cães de
abrigos estão expostos à infecção por Leptospira spp., com predominância do sorovar Canicola,
reconhecidamente mantido pelos cães.

Palavras-chave:

Leptospirose canina, Sorologia, Sorogrupo Canicola, Zoonose, Cães de abrigo.

Abstract:

The present study aimed to investigate the occurrence of anti-Leptospira antibodies in dogs held in a
public animal shelter from the city of Barbacena, Southeastern Brazil. All samples were analyzed by
the Microscopic Agglutination Test (MAT) including a panel of 24 serovars representing 21
serogroups, samples with titer ≥ 100 were defined as seroreactive. Of a total of 172 dogs investigated,
23 (13.44%) were seroreactivity with antibody titers ranging from 100 to 1600. Leptospira
interrogans serovar Canicola (30.4%) (serogroup Canicola) presented the highest seroreactivity,
followed by Pyrogenes (17.4%) (serogroup Pyrogenes) and Hebdomadis (13%) (serogroup
Hebdomadis). The serological findings indicate that sheltered dogs are exposed to Leptospira spp.
infection, with predominant of serovar Canicola historically maintained by dogs.

Keywords:

Canine leptospirosis, Serology, Canicola serogroup, Zoonosis, Shelter dogs.

Comentar este artigo

Você precisa estar logado para comentar os artigos.
Desenvolvido por logo-crowd