Multiple infarcts and hemorrhages in the central nervous system of a dog with cerebral amyloid angiopathy: a case report.

13 de maio de 2020

Rodrigues LL; Mesquita LP; Costa RC; Gomes RG; Biihrer DA; Maiorka PC

Abstract Background: β-amyloid (Aβ) can accumulate in the brain of aged dogs, and within vessels walls, the disease is called cerebral amyloid angiopathy (CAA). In humans, Alzheimer’s disease and CAA are strongly correlated with cerebrovascular disease. However, in dogs, this association has not been extensively studied yet. The present report highlights the pathological and clinical features of a concomitant cerebrovascular disease and amyloid precursor protein (APP) accumulation in the brain of a dog. Case presentation: A female, 16-year-old, Standard Poodle with a one-year history of cognitive deficits presented with an acute onset of right-sided postural reaction deficit and circling, left-sided head tilt, positional nystagmus, and ataxia. Due to poor prognosis the dog was euthanized, and pathological examination of the brain revealed an acute lacunar infarction within the thalamus extending to rostral colliculus. Additional findings included subacute and chronic areas of ischemia throughout the brain and areas of hemorrhage within the medulla. Immunolabeling revealed APP deposition within intraparenchymal vessels of frontal, temporal and occipital cortex, hippocampus, diencephalon, mesencephalon and myelencephalon, besides meningeal vessels walls. Glial fibrillary acidic protein (GFAP) immunolabeling showed marked astrocytosis around the acute area of infarction and within chronic areas of ischemia. Histological examination of the brain along with immunohistochemistry results showed a concomitant APP, which is an Aβ precursor, accumulation within the neuroparenchyma and vessels (CAA) with histological evidences of a cerebrovascular disease in an aged dog. Conclusions: This report shows that APP accumulation in the brain can occur concomitantly to a severe cerebrovascular disease in a dog. Further studies are necessary to elucidate if cerebrovascular disease is associated with Aβ accumulation in the brain of dogs.

Keywords: Amyloid, CAA, Canine, Congophilic angiopathy, Ischemia, Stroke

Múltiplos Infartos e hemorragias  no sistema nervoso central de um cão com angiopatia amilóide cerebral: relato de caso.

Resumo

Fundamento: O β-amilóide (Aβ) pode se acumular no cérebro de cães idosos e, nas paredes dos vasos, a doença é denominada angiopatia amilóide cerebral (CAA). Em humanos, a doença de Alzheimer e o CAA estão fortemente correlacionados com a doença cerebrovascular. No entanto, em cães, essa associação ainda não foi extensivamente estudada. O presente relatório destaca as características patológicas e clínicas de uma doença cerebrovascular concomitante e acúmulo de proteína precursora de amilóide (APP) no cérebro de um cão. Apresentação do caso: Uma fêmea, 16 anos, Poodle Standard com história de um ano de déficits cognitivos apresentou um início agudo de déficit de reação postural do lado direito e circulante, inclinação da cabeça do lado esquerdo, nistagmo de posição e ataxia. Devido ao mau prognóstico, o cão foi sacrificado e o exame patológico do cérebro revelou um infarto agudo lacunar no tálamo, estendendo-se ao colículo rostral. Achados adicionais incluíram áreas subagudas e crônicas de isquemia em todo o cérebro e áreas de hemorragia na medula. A marcação imunológica revelou deposição de APP nos vasos intraparenquimatosos do córtex frontal, temporal e occipital, hipocampo, diencéfalo, mesencéfalo e mielencéfalo, além da parede dos vasos meníngeos. A marcação imunológica da proteína ácida fibrilar glial (GFAP) mostrou astrocitose acentuada em torno da área aguda do infarto e dentro das áreas crônicas de isquemia. O exame histológico do cérebro, juntamente com os resultados imuno-histoquímicos, mostraram uma APP concomitante, que é um precursor de Aβ, acúmulo no neuroparenquima e vasos (CAA) com evidências histológicas de uma doença cerebrovascular em um cão idoso. Conclusões: Este relatório mostra que o acúmulo de APP no cérebro pode ocorrer concomitantemente a uma doença cerebrovascular grave em um cão. Mais estudos são necessários para elucidar se a doença cerebrovascular está associada ao acúmulo de Aβ no cérebro de cães.

Palavras-chave: Amilóide, CAA, Canino, Angiopatia congofílica, Isquemia, AVC

 

Comentar este artigo

Você precisa estar logado para comentar os artigos.
Desenvolvido por logo-crowd