Diffuse cutaneous candidiasis in a dog. Diagnosis by PCR-REA

30 de novembro de 2020

Candidíase cutânea difusa em um cão. Diagnóstico por PCR-REA

Autores

Annabella Moretti, Brunella Posteraro, Luisa Boncio, Luca Mechelli, Emanuele De Gasperis and Francesco Agnetti5 & Marcello Raspa

Abstract

The authors describe a clinical case of cutaneous candidiasis in a dog with dermatological lesions, characterized by persistent alopecia, crusts, ulcers and scales. Predisposing factors such as the use of corticosteroids, the concomitan presence of an autoimmune disease (pemphigus foliaceus) and an infection of ehrlichiosis caused by Ehrlichia canis were observed. Histopathological findings included signs of orthokeratotic hyperkeratosis, moderate follicular keratosis and light epidermic acanthosis. The reactive process included an infiltrative superficial dermatitis and a mural folliculitis with prevalent participation of macrophages and lymphocytes. The application of PCR-Restriction Enzyme Analysis (REA) method on cutaneous specimens in veterinary medicine is an extremely interesting diagnostic tool. Its use, together with other techniques, such as mycologic, cytologic and histological examinations, allowed us to identify Candida albicans as aetiological agent in this particular case.

Resumo

Os autores descrevem um caso clínico de candidíase cutânea em um cão com lesões dermatológicas, caracterizadas por alopecia persistente, crostas, úlceras e escalas. Fatores predisponentes, como o uso de corticosteróides, o concomitano presença de uma doença autoimune (pênfigo foliáceo) e uma infecção de Erliquiose causada por Ehrlichia canis foi observada. Os achados histopatológicos incluíram sinais de hiperceratose ortoqueratótica, ceratose folicular moderada e acantose epidérmica leve. O reativo processo incluiu uma dermatite superficial infiltrativa e uma foliculite mural com participação prevalente de macrófagos e linfócitos. A aplicação do método PCR-Restriction Enzyme Analysis (REA) em espécimes cutâneos em medicina veterinária são extremamente interessantes ferramenta de diagnóstico. Seu uso, em conjunto com outras técnicas, como micológicas, exames citológicos e histológicos, nos permitiram identificar Candida albicans como agente etiológico neste caso particular.

Palavras-chave

Cão, Candida albicans, Candidíase cutânea, Diagnóstico molecular, PCR-REA

 

 

Comentar este artigo

Você precisa estar logado para comentar os artigos.
Desenvolvido por logo-crowd