Correlação da pressão arterial e da pressão intraocular em cães hígidos atendidos no hospital veterinário da UFCG

6 de dezembro de 2020

Correlation of blood pressure and intraocular pressure in healthy dogs attended at UFCG veterinary hospital

Rafaela Macêdo De Menêses, Almir Pereira De Souza, Karla Priscila Garrido Bezerra, Ermano Lucena De Oliveira, Edinete Lúcio Pereira, Rosangela Maria Nunes Da Silva

Resumo

A mensuração da pressão arterial (PA) e da pressão intraocular (PIO) é um método diagnóstico para a
clínica médica veterinária, visto que pode informar a condição geral do animal. Objetivou-se com a
pesquisa avaliar a pressão arterial sistólica, diastólica e média e pressão intraocular em cães sem
histórico clínico de doenças cardíacas pré-existentes afim de identificar os parâmetros de normalidades
e a manifestação de hipertensão arterial silenciosa, correlacionando os valores da PA com os da PIO
de cães sadios. Utilizou-se onze cães hígidos, divididos em grupo jovem (GJ - idade de 1,3+0,46 anos)
e grupo adulto (GA - idade de 4,2+3,49 anos), atendidos no Hospital Veterinário – UFCG. Os cães
foram submetidos a mensuração dos parâmetros fisiológicos (frequência cardíaca, frequência
respiratória (FR) e temperatura corporal), análise oftalmológica (teste de ameaça, reflexo pupilar,
coloroção das mucosas e macroscopia ocular), avaliação laboratorial (hematócrito, bioquímica sérica
e eletrolítica), aferição da PA (aparelho de pressão portátil HDO®) e da PIO (tonômetro portátil de
aplanação Tono-Pen XL®) e o teste lacrimal de Schirmer. Os valores da FR dos animais dos GJ e GA
revelaram que os cães apresentaram taquipneia e discreta hipertensão justificado pela contensão física.
As concentrações de ureia e creatinina demontraram-se dentro da normalidade; não se registrou
alteraçãos da pressão intra-ocular. Conclui-se que não há correlação entre valores da pressão arterial e
pressão intraocular, visto que, ao se detectar discreta hipertensão sanguínea este mecanismo fisiológico
não interferiu na irrigação ocular, mantendo pressão constante nos olhos dentro dos parâmetros
referenciados para cães hígidos.

Palavras-Chave

Pressão sistólica, frequência cardíaca, irrigação ocular.

Abstract

The measurement of blood pressure (BP) and intraocular pressure (IOP) is a diagnostic method for the
veterinary medical clinic as it may inform the general condition of the animal. The objective of the
research was to evaluate blood pressure systolic, diastolic and mean and intraocular pressure in dogs
with no clinical history of pre-existing heart disease in order to identify normal parameters and the
manifestation of silent arterial hypertension, correlating the values of BP with IOP of healthy dogs.
Eleven healthy dogs were divided into groups young (GJ - age 1.3+0.46 years) and adult group (GA -
age 4.2+3.49 years), attended at the Veterinary Hospital - UFCG. The dogs were submitted to
measurement physiological parameters (heart rate, respiratory rate (RR) and body temperature),
ophthalmic analysis (threat test, pupillary reflex, mucosal coloring and ocular macroscopy), laboratory
evaluation (hematocrit, serum biochemistry and electrolyte), BP measurement (HDO® portable
pressure device) PIO (Tono-Pen XL® portable applanation tonometer) and the test of Schirmer. The
FR values of the GJ and GA animals revealed that the dogs presented tachypnea and mild hypertension
justified by physical restraint. At urea and creatinine concentrations were shown to be normal; do not
recorded changes in intraocular pressure. It was concluded that there was no correlation between blood
pressure and intraocular pressure values, since, upon detection of mild hypertension this physiological
mechanism did not interfere with ocular irrigation, maintaining constant eyes pressure within the
parameters referenced to healthy dogs.

Keywords

Systolic pressure, heart rate, eye irrigation

Comentar este artigo

Você precisa estar logado para comentar os artigos.
Desenvolvido por logo-crowd