Abordagem clínica, diagnóstica e terapêutica da síndrome uveodermatológica em cães: uma revisão

6 de novembro de 2020

Clinical, diagnostic and therapeutic approach of uveodermatologic syndrome in dogs: a review

Alexandre Tavares Camelo Oliveira, Ana Raquel Fontenele de Oliveira, Isadora, Lobão Torres Santiago, Yvyna Byanca Simões de Lima, Tiago Cunha Ferreira

Resumo

A síndrome uveodermatológica canina é uma doença auto-imune que leva ao aparecimento de sinais oftálmicos e dermatológicos, como panuveítes bilaterais, vitiligo, leucotriquia, alopecia e ulcerações. Devido à falta de informações acerca da síndrome uveodermatológica, o objetivo deste trabalho é realizar uma revisão sistemática sobre os principais aspectos da doença, alertando o médico veterinário sobre sua ocorrência e importância sobre seu diagnóstico precoce. Apesar dos raros relatos dentro da clínica de pequenos animais, acredita-se que cães da raça Akita possam ser predispostos pela quantidade de casos relatados, embora hajam diversos registros com outras raças na literatura. O diagnóstico é geralmente tardio, por conta que as lesões oculares aparecem cerca de um mês antes das lesões tegumentares, e envolve o raciocínio clínico do médico veterinário em associação com a realização de exames histopatológicos das lesões, que apresentam infiltrados inflamatórios histiolinfocitários e desorganização da camada basal do epitélio. O tratamento baseia-se na imunossupressão, com corticóides ou outros fármacos análogos, como azatioprina e ciclosporina, do diagnóstico até o desaparecimento dos sinais clínicos e manutenção com doses baixas ou em associação a outros imunomoduladores.

Palavras-chave

Doenças autoimunes, uveíte, vitiligo, melanina, dermatopatias caninas.

Abstract

Canine uveodermatologic syndrome is an autoimmune disease that leads to the appearance of ophthalmic and dermatological signs, such as bilateral panuveitis, vitiligo, leukotrichia, alopecia and ulcerations. Due to the lack of information about the uveodermatologic syndrome, the objective of this work is to carry out a systematic review on the main aspects of the disease, alerting the veterinarian about its occurrence and the importance of its early diagnosis. Despite the rare reports within the small animal clinic, it is believed that dogs of the Akita breed may be predisposed by the number of reported cases, although there are several records with other breeds in the literature. The diagnosis is usually late, due to the fact that the eye lesions appear about a month before the cutaneous lesions, and involves the clinical reasoning of the veterinarian in association with the performance of histopathological exams of the lesions, which present inflammatory histio-lymphocitic infiltrates and disorganization of basal layer. The treatment is based on immunosuppression, with corticosteroids or other similar drugs, such as azathioprine and cyclosporine, continuing from the diagnosis until the disappearance of clinical signs and maintenance at low doses or in association with other immunomodulators.

Key-words

Autoimmune diseases, uveitis, vitiligo, melanin, canine skin diseases.

Comentar este artigo

Você precisa estar logado para comentar os artigos.
Desenvolvido por logo-crowd